Arquivo de Jimmy Robertson - Fair Play

43283093_10155545383987062_8453744026607157248_n.jpg?fit=960%2C640&ssl=1
Xavier OliveiraOutubro 8, 20182min0

Foi em Lommel, na Bélgica, que como habitualmente se jogou o European Masters, com uma final a ser disputada entre dois ingleses, Joe Perry e Jimmy Robertson. No final, a vitória acabou por sorrir ao menos favorito dos dois, que na sua primeira final da carreira, sagra-se campeão.

As inevitáveis surpresas

Na primeira ronda, foram os nomes de Barry Hawkins, Marco Fu e Yan Bingtao que causaram mais estrondo ao saírem derrotados. Mas se à primeira, apenas caíram dois nomes sonantes, na segunda seguiram-se mais três candidatos a ficar pelo caminho. Tendo sido eles, Judd Trump e Stuart Bingham, provavelmente os maiores candidatos a vencer o título depois do ex-campeão do mundo, Mark Selby.

Dos favoritos iniciais, não restou nenhum

E por falar em Mark Selby, o ex-campeão do mundo, caiu aos pés do galês Ryan Day, perdendo por 4-2. Mas Liang Wenbo, Luca Brecel e Kyren Wilson não fizeram melhor, já que todos perderam na terceira ronda, frente a Tian Pengfei, Joe Perry e Anthony Hamilton, respetivamente.

Com a chegada dos quartos-de-final, o alinhamento foi o seguinte: Tian Pengfei vs Joe Perry; Anthony Hamilton vs Jack Lisowski; Ryan Day vs Mark King e Mark Allen vs Jimmy Robertson. No primeiro confronto, o chinês acabou por sair derrotado por 4-3. Pelo mesmo resultado Anthony Hamilton deixou pelo caminho o compatriota Jack Lisowski. Com algum espanto, Ryan Day não conseguiu levar a melhor perante Mark King, perdendo por 4-1. Mas a grande surpresa estava reservada para a eliminação do campeão do Masters em título, Mark Allen, que perdeu por 4-2 perante Jimmy Robertson.

Chegou, viu e venceu Jimmy Robertson

As meias-finais acabaram por ver Joe Perry levar o seu favoritismo por diante ao derrotar Anthony Hamilton por 6-3. Já Mark King não conseguiu alcançar a segunda final da sua carreira e perdeu por 6-4, para o estreante em finais, Jimmy Robertson.

Numa final onde o favorito a vencer parecia minimamente claro, eis que Jimmy Robertson surpreende tudo e todos ao vencer cinco ‘frames’ de uma assentada só, tendo assim uma entrada galopante. Perry ainda conseguiu reagir e reduzir para 5-3, mas a vitória de Robertson parecia estar destinada e este não deixou fugir o título, selando a vitória em 9-6.

Já a partir do próximo dia 15 de outubro e até domingo, dia 21 de outubro, pode acompanhar em direto e exclusivo nos canais do Eurosport, o English Open, que naturalmente se joga em Inglaterra.

Habitual foto de praxe antes da final (Fonte: Facebook World Snooker)

Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS