6. Sarah Sjostrom (Suécia) - Fair Play


2016 foi um ano em cheio para a sueca. No Europeu de Londres conseguiu 3 ouros e 1 bronze. No Rio voltou a estar em grande com um novo record do mundo dos 100 mariposa (e o ouro), levando ainda mais duas medalhas: prata nos 200 livres e bronze nos 100 livres. Em Novembro mudou de treinador, pelo que 2017 vai ser um ano de teste para a sueca (Foto: Wikimedia Commons)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter