5. Ryan Murphy (EUA) - Fair Play


O melhor que Ryan Murphy tinha feito até este ano fora um 5º lugar nos 200 costas nos Mundiais de 2015. Nos trials americanos para o Rio, surpreendeu o campeão olímpico dos 100 costas, Matt Grevers, deixando-o de fora da "sua" prova. No Rio voltou a surpreender, sagrando-se ele próprio campeão olímpico dos 100 costas. Não contente, na abertura dos 4x100 estilos bateu o record do mundo do mítico Aaron Peirsol, sendo o único de sempre a nadar abaixo de 52 segundos sem fato. (Foto: Getty Images)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter