25 Mai, 2018

Hamilton domina em casa e o Campeonato está bem vivo

Luís PereiraJulho 19, 20173min0

Hamilton domina em casa e o Campeonato está bem vivo

Luís PereiraJulho 19, 20173min0

Lewis Hamilton vence em Silverstone, dominando por completo; Bottas recupera de 9º para 2º, completando dobradinha da Mercedes; azar para a Ferrari, especialmente para Vettel; Ricciardo foi o homem da corrida, de último para 5º; Completa a 1ª metade do campeonato, e apenas 1 ponto separa Vettel de Hamilton.

O campeonato de F1 está novamente ao rubro, com apenas 1 ponto de diferença entre o líder Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

Lewis Hamilton venceu o GP da Grã-Bretanha, que dominou por completo. Lewis Hamilton dominou completamente a qualificação, conseguindo a vantagem mais folgada da época, que lhe deu a paz de espírito que precisava para vencer a corrida. Hamilton esteve sempre em controlo da corrida, sem nunca estar em causa que a vitória seria para ele.

(foto: f1fanatic.co.uk)

A completar o domínio da Mercedes, Bottas terminou a corrida em 2º, mesmo que tivesse começado em 9º, muito por boa performance do finlandês e pelo infortúnio que tiveram os pilotos da Ferrari. Apesar do 3º lugar de Raikkonen, a Ferrari não foi feliz e Silverstone, já que ambos os pilotos tiveram furos nas últimas voltas da corrida.

Este azar foi especialmente penalizador para Vettel, que se viu a terminar na 7ª posição, que lhe deixou apenas com 1 ponto de vantagem para Hamilton. Isto numa altura em que parece que a Mercedes já se voltou a encontrar, com as afinações a mostrar mais estabilidade, que têm feito da Mercedes regularmente a mais rápida.

Os Red Bull é que ficaram aquém do desempenho que esperavam, ficando longe de lutar pelo pódio, mas com aspetos positivos a trazer das terras britânicas. Verstappen finalmente conseguiu acabar uma corrida, e Ricciardo foi a estrela da corrida, porque mesmo depois de ter partido da última posição conseguiu recuperar até ao 5º lugar. Deveras impressionante.

Entre as equipas “do outro campeonato”, há que destacar a corrida de Hulkenberg, que levou o ainda pouco competitivo Renault à 6ª posição. Esta também foi a corrida de estreia da nova versão do motor Honda. Alonso, que começou em penúltimo, ainda rodou nos pontos, mas teve de abandonar com problemas mecânicos. Mas parece que a evolução foi suficiente para permitir aos McLarens a capacidade de lutar com carros mais velozes numa pista onde a potência de motor é muito importante.

GRANDE PRÉMIO DA GRÃ-BRETANHA

(foto: f1.com)

O que se segue?

De uma das corridas mais rápidas, vamos de seguida para uma das mais lentas, no GP da Hungria. O GP da Hungria costuma trazer corridas interessantes, onde a estratégia e a boa aderência dos carros são jogada importante. Também vai ser importante perceber se o momento está mesmo virado para a Mercedes, ou se a Ferrari vai recuperar. Vamos entrar agora na 2ª metade do campeonato, onde tudo ainda está por decidir.

CAMPEONATO MUNDIAL DE PILOTOS

(foto: f1.com)

CAMPEONATO MUNDIAL DE EQUIPAS

(foto: f1.com)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter