17 Ago, 2017

A água é vital para o seu treino

Daniel FariaDezembro 26, 20164min0

A água é vital para o seu treino

Daniel FariaDezembro 26, 20164min0

O nosso corpo é, em grande parte, constituído por água. Nisso, estamos todos de acordo, e este facto não consiste em qualquer novidade. Mas mesmo sabendo isto, muitas pessoas esquecem-se ou desvalorizam o seu consumo. Principalmente as pessoas fisicamente activas, que precisam de uma quantidade deste precioso líquido mais elevada do que quem é mais sedentário. Por isso, para rentabilizar o seu treino, é necessário estar sempre bem hidratado.

O que acontece se estiver desidratado?

Como foi referido acima, o nosso organismo é em grande parte formado por água. Se tivéssemos que eleger o nosso combustível, como se de um carro o nosso corpo se tratasse, a água era claramente elegida. Atenção, a alimentação é o “combustível” mais “conhecido”, mas a água é também responsável por assegurar alguns processos orgânicos do corpo, como a eliminação das toxinas por exemplo.

Por isso, quando estamos em “défice” de água, , ou seja, abaixo o nível considerado normal no organismo, ocorre um aumento da temperatura corporal central, de modo que o atleta pode ser afectado por doenças relacionados a esse excesso de temperatura corporal, tais como exaustão térmica, síncope, cãibras, intermação (temperatura corporal central acima de 40,5 graus centígrados) e a diminuição do desempenho cardiovascular.

Hidratação é um factor chave no seu treino (Foto: thefitlifetips.com.br)

Outro facto importante, é que uma simples redução de 4% ou 5% da quantidade de água no corpo é capaz de diminuir em 20 a 30% a capacidade de trabalho dos órgãos e sistemas orgânicos. Alguns estudos apontam ainda que conseguimos sobreviver sem alimento por várias semanas, mas que sobreviver sem água só conseguimos por 2 ou 3 dias, daí ter sido defendida a ideia do “combustível” anteriormente.

Que quantidade ingerir?

No mínimo, dois litros por dia, para quem frequenta com regularidade um plano de treino com pesos num ginásio. Se tem dificuldade em ingerir água, junte algum sabor sem açúcar, para ser mais fácil manter-se hidratado. Chás costumam também ser uma boa opção.

E durante o treino não se esqueça de ter sempre a garrafa por perto. Ingerir água durante o período de treino é fundamental, e infelizmente vê-se pouco essa prática em algumas salas de musculação. Não ingerindo água durante o treino, está a dificultar o processo corporal no que diz respeito á hidratação das suas células, factor fundamental para gerar mudanças notórias na sua estrutura corporal.

É preciso atenção aos níveis de água durante o treino. (Foto: DNA Plus)

Pode-se afirmar ainda que a desidratação resultante da falta da reposição adequada de líquidos durante o exercício pode comprometer a dissipação de calor, podendo aumentar a temperatura corporal basal e exigir um esforço adicional do sistema cardiovascular (Montain & Coyle, 1992; Nadel et al., 1979), diminuindo o rendimento do atleta.

Assim, indirectamente, pode-se afirmar que com uma má hidratação no período de treino pode promover sintomas de fadiga precoce e as cãibras durante os exercícios.

Conselhos para se manter hidratado

– Beba 500 ml de água, duas horas antes de se exercitar.

– Durante o treino, beba entre meio a um litro de água, dando pequenos “goles” durante a sessão.

– Ao acordar, beba dois copos de água. Isto “activa” o metabolismo, preparando-o para processar melhor os líquidos durante o dia.

– Procura nunca sentir sede, pois nesse estado o corpo está já a pedir água, sinal de desidratação. É um erro muito comum beber água só quando se tem sede.

– Coma pelo menos duas peças de fruta por dia. Como se sabe, a maioria da fruta comporta em si boas quantidades de água, facto que promove maior hidratação.

Quais os benefícios?

– Regula a temperatura corporal/cerebral;

– Hidrata os tecidos corporais;

– Lubrifica as articulações, condição fundamental para quem treina;

– Auxilia no funcionamento de vários órgãos, como rins e fígado;

– Transporta nutrientes para as células.

Vários processos corporais são incentivados pela água (Foto: QuadsAcademia).

Em jeito de conclusão, a água não pode ser dispensada da sua vida dentro e fora do ginásio. Por alguma razão é apelidada de “líquido vital”. Porque ela é mesmo vital para o bom funcionamento do seu organismo. Aumento de rendimento, metabolização de gorduras, limpeza de toxinas, promoção do correcto funcionamento dos órgãos, transporte dos nutrientes para os músculos, entre outras “tarefas” relevantes, colocam a água como o líquido precioso para a qualidade de vida e do seu treino. Por isso, não negligencie nunca o seu consumo.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter