23 Mai, 2018

Mundial da Rússia 2018: Navas, o falcão costarriquenho

Rafael RibeiroMaio 15, 20182min0

Mundial da Rússia 2018: Navas, o falcão costarriquenho

Rafael RibeiroMaio 15, 20182min0
Keylor Navas é o Guarda-redes titular da meta do Real Madrid e titular absoluto da seleção costarriquenha. Sua missão é levar a Costa Rica para as fases eliminatórias e repetir o bom feito do Mundial no Brasil, chegar até as Quartas-de-final.

Keylor Antonio Navas Gamboa

Idade: 31 anos

Clube: Real Madrid (Espanha)

Posição: Guarda-redes

Internacionalizações/golos: 76/0

Conquista mais importante da carreira: Liga dos Campeões da UEFA (15/16 e 16/17 – Real Madrid)

Avaliação de qualidade: 4 em 5 estrelas

Keylor Navas, juntamente com Bryan Oviedo (lateral esquerdo, que atua no Sunderland-ING) e Bryan Ruiz (meio campo e capitão da Costa Rica, que atua no Sporting-POR) compõem a espinha dorsal desta seleção da América Central. Experiente, apelidado de “El Halcon” (O Falcão) que dizem ser referência da nave “Millenium Falcon” da saga Star Wars, o guarda-redes costarriquenho vem se consolidando na meta do Real Madrid e faz parte da experiente seleção nacional.

Como citamos acima, classificada para sua quinta Copa do Mundo, a Costa Rica apostará na experiência de seus jogadores (muitos têm entre 30 e 34 anos de idade) para ir além do que seu melhor resultado em mundiais, as quartas de final no Mundial do Brasil, em 2014. Keylor Navas, que naquele iria se transferir ao Real Madrid, foi titular da seleção e ajudou o time a avançar de fase após defender pênalti contra a Grécia nas oitavas de final.

Mesmo não sendo tão alto para os padrões da posição (1,85m), Navas possui um ótimo reflexo, tem bom retrospecto em defender penalidades, e suas boas atuações pelo Albacete e posteriormente pelo Levante fizeram ele ser contratado pelo time de Madrid. Por lá, chegou a ser questionado uma vez ou outra por falhas pontuais, mas pela evidência que havia tomado para si, cresceu em muitos momentos, como na conquista da UCL em 16/17.

Pela qualidade, é provável que Navas ainda possa disputar mais uma Copa do Mundo (estará com 35 anos), a depender de suas exibições nas próximas épocas, porém o Mundial da Rússia é mais uma chance para o Guarda-redes levar sua seleção as fases eliminatórias, brigando possivelmente por uma vaga com Suiça e Sérvia, já que a outra poderá ser brasileira. Para isso, terá que mostrar que pode ser confiável e decisivo durante toda a competição.

Outros destaques da Costa Rica: Rodney Wallace (New York City) e Bryan Ruiz (Sporting).


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter