21 Mai, 2018

Onde param os reforços do SL Benfica?

Pedro AfonsoJulho 8, 20177min0

Onde param os reforços do SL Benfica?

Pedro AfonsoJulho 8, 20177min0

A Liga NOS terminou no passado mês de Maio e, desde então, o SL Benfica encontra-se numa aparente apatia no mercado de Verão. Não obstante as 9 contratações operadas até ao momento, o plantel do tetracampeão parece mais fraco do que o da passada época e as evidentes lacunas transitam da temporada passada para a que se avizinha. Que reforços chegaram até ao momento? Serão suficientes?

Como já referido em artigos anteriores, a temporada passada mostrou-nos um Benfica bipolar, capaz de exibições deslumbrantes e de uma mediocridade atroz. Provou-se que, apesar de o plantel chegar para consumo interno, voos mais altos na Europa serão irreais, com uma equipa demasiado dependente de Pizzi, para bem e para o mal. O atual “8” do Benfica e melhor jogador da passada edição da Liga NOS é um dos pontos de discussão para a preparação da próxima época, bem como a sucessão de Ederson e de Lindelof, ambos jogadores com perfis únicos e extremamente valiosos, que não aparecem ao “pontapé”.

Até ao momento, o clube da Luz reforçou-se com 9 jogadores, num investimento de cerca de 3,5M€, faltando a confirmação do valor da compra de André Moreira, que deverá rondar os 10 milhões de euros, num negócio à imagem de todos aqueles que envolvem os “colchoneros”. Abaixo, uma análise a cada um dos jogadores que se encontram melhor posicionados para integrar o plantel encarnado.

Filip Krovinovic (Rio Ave – 3M€)

A grande contratação encarnada até ao momento. O croata foi um dos principais obreiros do excelente futebol praticado em Vila do Conde na passada época, polvilhando os relvados portugueses com toques de genialidade. Não é por acaso que foi associado ao Sporting CP e ao SL Benfica, tendo a transferência sido consumada para este último.

Duelo intenso [Fonte: OJogo]
 

Centro-campista de natureza mais ofensiva, irá beber do génio de Pizzi e dará uma alternativa de valor (e até agora inexistente) para a posição de construtor de jogo do plantel encarnado. Dotado de uma técnica soberba e uma visão de jogo fora do comum, Krovinovic terá, no entanto, que crescer muito do ponto de vista defensivo, de forma a poder encaixar no modelo de 4x4x2 do atual Benfica.

Por 3M€, assume-se como uma transferência interessante e com grande potencial. Percebe-se que constituirá, no entanto, a saída de André Horta, de preferência por empréstimo.

Haris Seferovic (Eintracht Frankfurt – Custo Zero)

O internacional Suíço chega a Lisboa para concorrer com 3 verdadeiros craques: Jonas, Mitroglou, Jiménez. Tarefa ingrata… Mas Seferovic parece chegar a Lisboa com vontade e esperança de poder fazer a diferença e ser algo mais do que o 4º avançado da equipa.

O novo “Matador” [Fonte: Adeptos de Bancada]
 

Seferovic não é o tipo de jogador que se espera ver no Benfica. Nas últimas 3 épocas ao serviço do Frankfurt, faturou 19 golos em 96 jogos, numa média de 0.2 golos/jogo (!). São números francamente medíocres, aos quais não ajuda o facto de a melhor época de Seferovic ter culminado com 10 golos (ao serviço do Novara em 18 jogos).

As características do internacional suíço parecem sugerir que a sua contratação será para colmatar a posição de 2º avançado, sendo este capaz de trabalhar muito em prol da equipa e jogar longe da área adversária, fazendo lembrar Lima. Contudo, a posição de 2º avançado é ocupada por Jonas, um verdadeiro maestro, dotado de uma técnica e faro de golo fora do comum. A maior justificação para esta contratação prende-se com o seu baixo risco de investimento e potencial retorno financeiro, uma vez que do ponto de vista desportivo parece não acrescentar muito ao clube.

Bruno Varela (Vitória de Setúbal – 100,000€)

Bruno Varela é já um conhecido dos adeptos benfiquistas. Tendo feito toda a sua formação ao serviço do clube da Luz, tendo sido até ao ano de 2014 o dono da baliza do Benfica B. Há duas épocas foi emprestado ao Valladolid e, após uma época com apenas 1 jogo, foi vendido ao Vitória de Setúbal.

Regresso a casa [Fonte: Benfica Notícias]
 

E foi ao serviço dos Sadinos que Varela demonstrou o seu potencial e o seu valor, tendo culminado com a titularidade no Euro sub-21 ao serviço da seleção das Quinas. Com 30 jogos na época passada, o jovem guardião foi importantíssimo para a temporada tranquila do clube de Setúbal, com exibições competentes e demonstrando segurança entre os postes.

O seu regresso ao Benfica, especialmente por um valor tão baixo, é uma excelente aposta do clube, que faz retornar um jogador formado localmente para uma posição onde a média de idades é francamente alta, após a saída de Ederson. Terá dificuldades em assumir a baliza encarnada, uma vez que é um jogador algo imprevisível, sendo capaz do melhor e do pior no mesmo jogo. Não parece estar preparado para ser o GR de um grande, mas provou ser uma excelente opção para o plantel.

André Moreira (Atlético de Madrid – ???)

Apesar de ainda não ter sido oficializado no clube da Luz, a sua contratação já vem sendo falada desde o início da época passada, como o herdeiro de Ederson na baliza da Luz. E a verdade é que é uma contratação que deverá preocupar todos os adeptos benfiquistas.

Muita esperança [Fonte: Record]
 

André Moreira foi contratado ao GD Ribeirão pelo Atlético de Madrid em 2014/2015, tendo sido emprestado ao Moreirense na mesma época, onde participou em 2 jogos, e emprestado no ano seguinte à União da Madeira, onde fez 19 jogos. Em 2016/2017 ficou em Madrid e fez 0 jogos! A sua participação nas camadas jovens da seleção portuguesa também não tem sido abundante, tendo participado nos Jogos Olímpicos de 2016, mas tendo apenas 1 internacionalização pela seleção de sub-21. Em suma, um jogador que nada provou em futebol ao mais alto nível e que chegará para colmatar a saída de Ederson.

Obviamente que o facto de não ter ainda muita experiência não lhe retira valor, contudo é assustador pensar que o SL Benfica poderá desembolsar vários milhões de euros neste jogador, que é, no fundo, uma incógnita. O futuro poderá negar tudo o que foi dito acima, no entanto esta é uma aposta de muito alto risco por parte da SAD encarnada.

 

Às contratações acima listadas, juntam-se nomes como Chris Willock, Martin Chrien, Patrick e Salvador Agra, falando-se ainda de Bruno Gomes e Ailton, ambos jogadores do Estoril Praia. Estas contratações demonstram uma mudança da política encarnada, que parece buscar imitar o campeão alemão, “varrendo” a Liga NOS em busca de todos os jogadores com algum valor.

Até ao momento, foram arrecadados cerca de 80M€ em vendas de jogadores e está na altura da SAD do SL Benfica deixar de “brincar às contratações” e aproveitar a conjuntura desportiva e económica para atacar inequivocamente o Penta.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter