23 Nov, 2017

Arquivo de Alen Halilovic - Fair Play

jonas_foto_jose_sena_goulao_lusa1869a3d8.jpg?fit=1024%2C683
Ricardo LestreJaneiro 26, 20178min0

Iuri Medeiros perto de rumar ao campeonato grego; Zeegelaar terá rejeitado mudar-se para o Championship; Branislav Ivanovic poderá assinar por clube russo; Dois ex-Portimonense na equipa de Vítor Pereira; Oficializado o quarto treinador do US Palermo na presente época; Álvaro Morata perto do adeus a Madrid?

OFICIAL

A transferência de Patrice Evra (Juventus) para o Olympique de Marseille foi, finalmente, oficializada. O veterano defesa francês ficará no Vélodrome até 2018.

Xavi Hernández alargou o seu vínculo com o Al-Sadd do Qatar por mais uma temporada.

Samuel Eto’o regressa ao campeonato russo para representar o FK Amkar, rejeitando assim uma proposta do Lille.

Danilo Pereira renovou com o FC Porto até 2022, colocando um ponto final sobre a sua possível saída no defeso.

Guangzhou Evergrande Taobao e Hebei China Fortune desmentiram oficialmente o interesse na contratação de Pepe (Real Madrid).

Ersan Gülüm (Hebei China Fortune) cedido por uma temporada ao Besiktas, clube que representou antes da transferência para o futebol chinês. : O defesa-central turco não teve uma passagem feliz na China. 2016 não foi produtivo para a equipa do Hebei e Ersan Gülüm não conseguiu garantir a estabilidade pretendida à defesa. Aceita-se perfeitamente o empréstimo assim como uma futura saída em definitivo, pois Manuel Pellegrini terá outros alvos em mente.

O Las Palmas assegurou a cedência de Alen Halilović (Hamburgo) por uma época com opção de compra.

M’baye Niang (AC Milan) já posa com a camisola do Watford. Empréstimo no valor de 500 mil euros, mas com uma cláusula de compra obrigatória estabelecida em 18 milhões de euros.

Luiz Carlos (Al Ahli) ruma ao Osmanlispor da Turquia livre de custos.

Depois de James Bree, Conor Hourihane, também ele ex-Barnsley, é o mais recente reforço do Aston Villa. A transferência foi avaliada num total de 3,5 milhões de euros.

Neven Subotić (Borussia Dortmund) emprestado ao Colónia por uma época.

Claudio Ranieri terminou, publicamente, com os rumores que ligavam Islam Slimani ao Tianjin Quanjian afirmando que o avançado argelino não está à venda.

Jorge, lateral esquerdo do Flamengo, foi vendido ao AS Monaco por 8,5 milhões de euros. : Jorge é uma das maiores revelações brasileiras dos últimos anos, numa posição carente em todo o mundo: a lateral. Como lateral esquerdo, deve-se tornar um novo Fabinho no AS Monaco e chegar a Seleção em breve. O jogador evoluiu muito no último Brasileirão e tem boa chegada ao ataque.

O Gaziantepspor, último classificado do campeonato turco, oficializou uma dupla contratação. Paulo Victor (Flamengo) e Khaly Thiam (MTK Budapest) são os mais recentes acréscimos de qualidade para uma equipa que procura fugir do fundo da tabela. : Paulo Victor é um bom guarda-redes, mas que nunca virou unanimidade no Flamengo. Foi titular durante 2015, mas perdeu espaço com a chegada de Alex Muralha e era natural que saísse. É um guarda-redes seguro, mas não é um dos melhores do Brasil.

Ariel Borisyuk (QPR) ingressa no futebol polaco para vestir a camisola do Lechia Gdansk. No contrato estarão estipuladas cláusulas de compra e de recompra.

Vitor Pereira, técnico do TSV 1860 München, continua a receber novas adições no seu plantel. Desta feita, Amilton e Lumor, dois jogadores cruciais do Portimonense, reforçam o 14º classificado da 2. Bundesliga.

O jovem defesa Senna Miangue (Internazionale) foi cedido temporariamente ao Cagliari com cláusulas de compra e recompra incluídas.

Luis Advíncula (Bursaspor) assinou pelo Tigres UANL da Liga MX até 2020.

O Sporting CP terminou o empréstimo de Lukas Spalvis ao Belenenses. O ponta-de-lança lituano fará agora parte das opções de Jorge Jesus.

O experiente médio Filipe Gonçalves (Slask Wroclaw) foi anunciado como quarto reforço do CD Nacional no defeso.

Thanos Petsos (Werder Bremen) emprestado ao Fulham até final da temporada.

Diego Lopez é o novo treinador do US Palermo e o 41º (!) da era Zamparini.

Jos Hooiven, veterano defesa-central que pertencia aos quadros do AIK Solna, rubricou contrato com o Twente por um ano desportivo.

Oscar Hiljemark (US Palermo), um dos destaques da equipa Rosanera, confirmado no Genoa.

Alexander Callens trocou o CD Numancia pelo New York City FC.

Os New England Revolution anunciaram a contratação do central esloveno Antonio Delamea Mlinar ao Olimpia Ljubljana.

Leandro Gonzalez Pirez, central ex-Estudiantes, é mais um dos argentinos que assina pelo Atlanta FC.

Bismark Adjei-Boateng, médio ganês do Manchester City que estava emprestado ao Strømsgodset, pertence agora ao plantel dos Colorado Rapids.

RUMORES

Branislav Ivanovic está muito perto de terminar um titulado ciclo de 9 temporadas no Chelsea FC. O seu destino será, ao que tudo indica, o FC Zenit. (Daily Mail)

Perante a possível saída de Asmir Begovic, o Chelsea FC virou as suas atenções para Diego López (AC Milan) e Fernando Muslera (Galatasaray) de modo a garantir uma reserva fiável a Thibaut Courtois. A equipa treinada por Antonio Conte estará, por outro lado, a preparar um contrato milionário para assegurar a contratação de Arturo Vidal (Bayern Munique) no Verão. (Daily Telegraph & El Mercurio)

Florentino Pérez, descontente com a falta de empenho de Álvaro Morata, estará disposto a abrir mão do avançado recontratado à Juventus. O valor estipulado rondará os 60 milhões de euros. Arsenal FC e Chelsea FC continuam muito atentos à situação do espanhol. (MARCA)

Aitor Karanka terá confirmado à comunicação social que só falta o ‘sim’ de Jesé Rodríguez (PSG) para que este se torne jogador do seu Middlesbrough. No sentido inverso estará Gastón Ramírez, que tem o Leicester City como principal interessado nos seus serviços. (Transfermarkt)

Alexander Meier (Eintracht Frankfurt) está interessado em rumar aos Estados Unidos (Sport Bild).

O avançado dinamarquês Bashkim Kadrii (FC Copenhagen) pode ser hipótese para os Minnesota United. (FiftyFive.One)

Eduardo Vargas (Hoffenheim) terá sido apontado como reforço do Tigres. (GOAL)

Para repor o desfalque causado pelas saídas Podence e Francisco Geraldes, o Sporting CP estará disposto a emprestar Ary Papel e Wallyson ao Moreirense. (Sapo Desporto)

Jonas (SL Benfica) volta a estar no radar de clubes chineses. Tianjin Quanjian, Guangzhou R&F e Beijing Guoan estão interessados em contar com o brasileiro. (Tuttomercato)

O São Paulo continua a insistir no empréstimo de Jucilei (Shandong Luneng) até ao final da época. (Globo Esporte)

Iuri Medeiros (Sporting CP) está a ser associado a um forte interesse do Panathinaikos. O histórico clube grego pretende contar com o promissor atacante português por 18 meses. (Desporto Sapo)

Marvin Zeegelaar (Sporting CP) terá rejeitado a proposta do Norwich City que milita na segunda divisão inglesa. Ambas as formações já haviam chegado a acordo por um valor total de 4 milhões de euros. Do mesmo modo, os Canaries terão levado um ‘não’ por parte de Mitchell Dijks (Ajax). (Voetbal & De Telegraaf)

O agente de Jordan Ferris (Lyon) terá afirmado que o seu cliente não rumará ao Galatasaray, o que permite à Fiorentina acercar-se ainda mais da sua contratação. (Progrès)

O Sunderland de David Moyes terá encontrado o substituto de Patrick Van Aanholt, de saída para o Crystal Palace. Diego Contento (Bordéus) é o principal alvo dos Black Cats para o corredor esquerdo. (Sky Sports)

Apesar da rejeição de M’baye Niang em rumar ao Genoa, o AC Milan mantém vivo o interesse em Lucas Ocampos. (Sky Italia)

Fiorentina e Lech Poznan estarão em negociações avançadas para a chegada do jovem avançado polaco Dawid Kownacki (Lech Poznan) a Itália. (Calciomercato)

aa.jpg?fit=1024%2C576
Tomás da CunhaDezembro 5, 20166min0

Quando se fala na formação de jogadores, há clubes que não podem ser esquecidos. O Dínamo Zagreb é um desses nomes incontornáveis, tendo sido considerado recentemente o terceiro maior produtor de talentos a nível europeu, apenas atrás de Ajax e Partizan. Nas ‘top 5’ do Velho Continente há 55 jogadores fabricados no gigante croata; um deles chama-se Alen Halilovic, “novo Messi” que ainda não cumpriu o que prometeu.

É no mínimo estranho perceber que o menino a quem todos auguravam um futuro brilhante está, neste momento, à procura de uma carreira de sucesso num clube que luta pela manutenção. Aquele craque com um pé esquerdo do outro mundo, que colava a bola no pé e ia ziguezagueando por entre adversários com uma facilidade arrebatadora, encarando os grandes como se não lhes devesse nada, porque o talento não se mede aos palmos.

O menino cresceu e “já” tem 20 anos. Para trás deixou uma passagem infeliz por Barcelona, onde nunca conseguiu lidar com o peso das expectativas. Chegou como futura estrela mundial e saiu sem glória, à procura de um lugar que o traga de novo à ribalta. Foi uma aposta sem retorno para os catalães, que em 2014 se anteciparam a meio mundo na transferência do “Messi da Croácia”, contratando-o por valores bastante razoáveis no panorama actual – em final de contrato com o Dinamo, custou apenas 2,2 milhões de euros.

Não foi, porém, por falta de talento que Halilovic não se afirmou em Camp Nou. Detentor de inúmeros recordes no campeonato croata – o mais novo de sempre a jogar e a marcar – e internacional pelo país desde os 17 anos (estreou-se frente a Portugal), cedo ganhou cotação pela sua qualidade prematura. Ainda assim, numa fase inicial percebia-se que a fama não lhe tinha subido à cabeça. “Admiro o Leo, mas estou muito longe da sua qualidade. Por agora, o meu objectivo é jogar bem e mostrar ao treinador [Ante Čačić] que pode contar comigo”, disse em 2012.

O problema veio depois. Não querendo renovar com o Dinamo, Halilovic terá dado o primeiro passo em falso. De malas feitas para Barcelona, o miúdo deixou o conforto de casa e das caras conhecidas para abraçar um novo desafio. Na teoria, a escolha até parecia oferecer boas probabilidades de sucesso, tendo em conta o passado recente dos blaugrana com jovens promissores. Contudo, Halilovic estagnou no conjunto secundário, perdendo todas as perspectivas de chegar à equipa principal.

O empréstimo ao Sporting Gijón foi bastante produtivo para o croata, que realizou uma época de bom nível. Já sem crédito em Barcelona, acabou por ser vendido ao Hamburgo, onde tem sido – estranhamente – pouco utilizado. Aos 20 anos, Halilovic talvez não seja o adolescente ingénuo e apressado que se deixou iludir, mas ainda sofre com o rumo que deu à sua carreira.

Ante Coric: a maturidade aliada ao talento

Ante Coric é um dos rostos da nova geração croata Foto: Clive Brunskill/Getty Images
Ante Coric é um dos rostos da nova geração croata
Foto: Clive Brunskill/Getty Images

A nova fornada do Dinamo tem, para não variar, um potencial muito elevado. Depois da saída de Marko Pjaca para a Juventus, Ante Coric é a principal esperança do clube, não só pelo que oferece em termos desportivos mas também pela mais valia financeira que pode vir a representar. As comparações com craques anteriores, como Modric ou Halilovic, são inevitáveis, mas o jovem médio, além de um talento enorme, parece ter a cabeça no lugar.

Coric tem muito em comum com o compatriota que se perdeu em Barcelona. A fisionomia de ambos pode ajudar a explicar a forma como se desenvolveram enquanto jogadores. Mais baixos e mais fracos do que quase todos os outros, desde sempre tiveram de inventar soluções criativas para fugir ao confronto físico. Tornaram-se médios ofensivos muito imaginativos, rápidos a pensar e a executar, criando desequilíbrios com tremenda facilidade.

Tal como Halilovic, o “wonderkid” Coric entrou rapidamente na órbita dos colossos do futebol europeu. Numa fase em que os clubes identificam cada vez mais cedo as possíveis estrelas do futuro, a capacidade de antecipação é um atributo negocial indispensável. Mas o jovem de 19 anos não foi no engodo, dando uma prova de maturidade que pode ser decisiva no seu crescimento. Aparentemente, terá recusado propostas do Real Madrid e do Chelsea em Janeiro deste ano, preferindo continuar a evoluir no Dinamo.

Em Zagreb, o médio internacional pela Croácia tem garantias de que o seu talento não será desperdiçado. O início da época não foi famoso para Coric, mas a chegada do treinador Ivaylo Petev devolveu-lhe a confiança e a motivação para mostrar o melhor do seu futebol. Agarrou, finalmente, um lugar cativo na equipa titular, e tem sido um dos principais responsáveis pela recente subida de forma do Dinamo. Além de toda a velocidade que empresta ao ataque dos campeões croatas, seja através de um passe mortífero ou da condução acelerada, marcou golos importantes frente ao Inter Zapresic e ao Osijek. Com liberdade total no terreno de jogo, é difícil travar Coric.

O interesse dos grandes clubes não terá certamente esmorecido, sendo expectável que surjam novos “ataques” no final desta temporada. Os exemplos do passado devem servir para que o talentoso croata não tome decisões precipitadas, que possam comprometer o crescimento natural de um jogador com imensa margem de progressão. Não estando pronto para um Barcelona ou Real Madrid, o mais indicado seria fazer a transição para um clube de uma liga competitiva, mas sem ter a pressão de corresponder no imediato à aposta efectuada. A gestão de expectativas anda de mãos dadas com a gestão de carreira, e Coric parece ser, por enquanto, um melhor gestor do que Halilovic.


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias