21 Ago, 2017

Campeões!

João BastosJunho 19, 20175min0

Campeões!

João BastosJunho 19, 20175min0

O cenário idílico de Kitzbuhel foi o palco dos Campeonatos da Europa de Triatlo, entre os dias 16 e 18 de Junho. As atracções para os adeptos lusos da modalidade eram muitas…e as expectativas não saíram defraudadas

À partida para a prova que coroaria os novos campeões da Europa, havia uma certeza e uma dúvida. A certeza que os portugueses João Pereira e João Silva partiriam no lote dos favoritos à vitória final, mas que o grande candidato seria o líder do mundial, Fernando Alarza. A dúvida seria o estado de forma de Vanessa Fernandes nesta sua primeira abordagem a uma competição internacional.

Começando pelas senhoras, Vanessa não teve o regresso que certamente desejava. O lançamento da prova na natação foi extremamente rápido, com a britânica Jessica Learmonth a fazer o que já tinha ensaiado na última etapa do mundial, ou seja, a sair disparada na natação, mas desta vez a conseguir sair destacada na frente.

Este ritmo na natação provocou cortes, deixando a penta-campeã da prova sozinha no ciclismo. Como é seu timbre, e mesmo não se apresentando nas melhores condições, Vanessa assumiu que faria a perseguição a solo no segmento de ciclismo, mas momentos antes de iniciar os 10 km de corrida finais, cedeu e abandonou a prova.

Quem já não cedeu foi Learmonth, ao contrário do que tinha sucedido em Leeds, quando pagou caro o ritmo imposto na natação. Desta vez formou um trio no ciclismo com a sua compatriota Sophie Coldwell e com a italiana Alice Betto (que tem estado em boa forma) e deixaram a decisão dos lugares do pódio para a corrida. Learmonth viu recompensada a sua estratégia e sagrou-se campeã da Europa de elites. Coldwell completou a dobradinha para a Grã-Bretanha e Betto repetiu o 3º lugar da etapa de Leeds.

Foto: European Triathlon Union

Ainda nas senhoras, mas na categoria de juniores, destaque para as duas portuguesas que cumpriram a prova na distância de sprint. Gabriela Ribeiro conseguiu um bom 15º lugar, tendo em conta que competia com triatletas dois anos mais velhas e Mariana Vargem foi 41ª classificada, numa prova ganha por outra britânica: Kate Waugh.

Se no sector feminino as britânicas dominaram, no sector masculino foi outra potência do triatlo a ter a primazia. E provavelmente há poucas outras modalidades onde este país é uma potência. Falamos de Portugal!

O nosso país, particularmente no sector masculino, tem tido uma afirmação na modalidade estrondosa. Muito por culpa dos Joões (Pereira e Silva) e de Miguel Arraiolos que completa o triunvirato. Os três formam um verdadeira geração de ouro, que nesta prova ficou mostrado que terá continuidade.

O dia 17 de Junho de 2017 ficará guardado na História da modalidade como um dos dias mais felizes para as cores lusas. 

Por ordem inversa dos acontecimentos, começamos com a prova de elite. Os três triatletas portugueses já citados, acompanhados de Pedro Gaspar, partiram para a prova de Kitzbühel, sabendo de antemão que Silva e Pereira partiriam no lote dos candidatos à vitória (como partem em todas as provas), e que a mais forte oposição deveria vir dos espanhóis: Fernando Alarza e Vicente Hernandez seriam os nomes com maior cartel para contrariar as pretensões portuguesas.

Como tantas outras provas, Richard Varga saiu na frente da água, seguido pelos irmãos Polyanskiy. Pereira e Silva partiram logo a controlar Hernandez (o melhor nadador entre os dois espanhóis) e à saída da natação levavam uma vantagem interessante de 30 segundos para Alarza, vantagem essa que se dilataria no ciclismo.

Com cerca de um minuto de avanço no início da corrida, Alarza já não representaria perigo para os portugueses, apesar de ser um corredor fortíssimo (mas Silva e Pereira também são). No segmento de corrida só o francês Raphael Montoya teve pernas para os portugueses, sendo o único que ameaçava a dobradinha lusa.

O final foi disputado ao sprint com João Pereira a superiorizar-se aos adversários, sagrando-se Campeão Europeu de Triatlo pela primeira vez na carreira, e Montoya a intrometer-se entre os portugueses no pódio.

Veja o fantástico sprint que valeu ouro a João Pereira a.k.a. Puras:

O sucesso português em terras tirolesas não se ficou por aqui e Vasco Vilaça fez o pleno para os homens portugueses, sagrando-se Campeão Europeu de Juniores. O triatleta do Benfica fez um segmento de corrida extraordinário para bater ao sprint o espanhol Javier Lluch e o húngaro Csongor Lehmann.

Menção ainda aos restantes portugueses em prova: Na prova de elites, Pedro Gaspar foi 40º e Miguel Arraiolos desistiu. Na prova de juniores, Tiago Fonseca foi 14º, Duarte Brás foi 19º, Ricardo Batista foi 24º e Tiago Pinto foi 39º classificado.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter