18 Nov, 2017

A hegemonia azul e branca

Xavier OliveiraMaio 21, 20176min0

A hegemonia azul e branca

Xavier OliveiraMaio 21, 20176min0

O FC Porto revalidou o título de campeão nacional de snooker por equipas, tornando-se assim bicampeão nesta vertente. Derrotou na final a Académica de Coimbra por 3-1, num encontro onde o frame de pares acabou por ser decisivo. Esta mesma equipa acabou também por vencer a Taça de Portugal, fazendo assim a dobradinha.

A supremacia dos “dragões” e da Briosa

O campeonato nacional e a Taça de Portugal por equipas realizou-se este fim-de-semana no Fórum Viseu. Foi sem aparente grande dificuldade que a equipa do FC Porto chegou à final, onde alinharam Pedro France, campeão nacional snooker em 2015, Nuno Santos, comentador Eurosport de snooker e vencedor da Taça de Portugal em 2016, Tiago Teixeira, jovem promessa do snooker nacional e Henrique Correia, um dos jogadores nacionais com créditos mais firmados do bilhar em Portugal. Começaram por derrotar a equipa oriunda de Lisboa, Cue Action 2, por 3-1 marcando assim presença na meia-final frente à outra equipa da Cue Action, desta feita a equipa principal. Nas meias-finais repetiram a dose da ronda anterior e venceram também por 3-1, garantindo vaga na final.

Já a equipa da AAC, que alinhou à partida para o campeonato com Tiago Silva, vice campeão nacional de snooker e finalista da Taça de Portugal em 2016, Bruno Sousa, jogador com muitas credenciais no panorama bilharista nacional, Ricardo Salgado, presidente da Federação Portuguesa de Bilhar e Pedro Neves. Tiveram pela frente nos quartos-de-final uma formação que tão bem conhecem, a K1ck, de Cantanhede, distrito de Coimbra. Com Rui Santos como grande estrela da equipa K1ck, não conseguiram fazer frente a uma poderosa Académica, saindo derrotados por 3-0. Nas meias-finais, a AAC derrotou a equipa nortenha da Free Ball, que em abril passado deu uma entrevista exclusiva ao Fair Play, por 3-1.

Cue Action 1 vs FC Porto (Fonte: Facebook Nelson Batista)

A final que muitos antecipavam

Esta foi uma final que de alguma forma se antevia nos bastidores do snooker nacional, já que pela supremacia que mostraram nas fases regionais era de antever que ambas as equipas atingissem a final do campeonato nacional. Final essa que começou com o encontro entre Bruno Sousa e Henrique Correia, e que foi discutido praticamente até à última bola, tendo a experiência do jogador azul e branco vindo ao de cima para colocar o FC Porto na frente por 1-0. No frame seguinte Tiago Silva da AAC venceu Nuno Santos, fixando o resultado em 1-1. O jogo de pares como seria de esperar foi decisivo, sendo que tal acabou mesmo por se verificar. Nuno Santos e Henrique Correia mostraram toda a sua experiência, acabando por cometer menos erros que a dupla da Briosa, composta por Tiago Silva e Bruno Sousa, para vencer e se colocarem na frente do marcador por 2-1. No quatro frame, o FC Porto embalado pela vitória no encontro de pares venceu esse mesmo frame para selar a vitória por 3-1, revalidando o título de campeão nacional por equipas.

Equipa da Académica de Coimbra e Académica C (Fonte: Facebook Tiago Silva)

A festa da taça

Os quartos-de-final da taça, tiveram o seguinte alinhamento: Leixões SC vs Free Ball; Cue Action 1 vs Cue Action 2; Académica C vs Académica de Coimbra; CB Coimbra 1 vs FC Porto. No primeiro encontro desta ronda, a equipa da Free Ball acabou por bater na “negra” a  formação de Matosinhos, por 3-2, num duelo que se antevia renhido face aos encontros entre ambas as equipas na fase regional. Num encontro de duas formações que tão bem se conhecem, a equipa principal da Cue Action bateu a equipa B por 3-1, marcando encontro com a Free Ball nas meias-finais. Os outros encontros acabaram por ter a confirmação do favoritismo natural de FC Porto e AAC, que venceram os respectivos adversários por 3-0. Destaque aqui para o encontro da AAC, onde Tiago Silva venceu o seu respectivo frame num tempo fantástico de apenas 7 minutos!

No encontro das meias-finais entre Free Ball e Cue Action 1, a equipa oriunda da zona do Porto acabou por vencer por 3-1. Já na outra meia-final houve uma reedição da final do dia anterior, com a vitória a sorrir novamente à equipa portista. Após uma vitória para cada lado nos dois primeiros frames, a dupla portista acabou por vencer no jogo de pares para se colocar na liderança por 2-1. No quarto frame, e com uma vantagem de 60 pontos, Henrique Correia viu Bruno Sousa dar a volta ao marcador e oferecer o empate à equipa de Coimbra. No frame decisivo Tiago Silva e Nuno Santos protagonizaram uma excelente partida, com o encontro a decidir-se na bola preta, tendo este frame acabado por cair para o lado de Nuno Santos, que carimbou a vitória do Porto por 3-2.

A final teve novamente a confirmação do favoritismo incontestável do FC Porto, que frente à academia Free Ball, vencendo por 3-0. Com esta vitória na taça e juntando a vitória do campeonato nacional de ontem, com a vitória da supertaça do início da época, a equipa azul e branca consegue o pleno em termos de equipas.

Equipa do FC Porto com o troféu de vencedores (Fonte: Facebook Miguel Sancho)

A fase individual está ao “virar da esquina”

Se a fase final por equipas teve encontros muito interessantes e renhidos, não se espera outra coisa da fase final individual. Esta fase final vai contar com 18 jogadores a disputar o campeonato nacional e 16 a jogar a Taça de Portugal. Esta fase final irá jogar-se entre os dias 25 e 28 de maio, também no Fórum Viseu. O quadro da fase final do campeonato nacional segue abaixo.

Quadro fase final individual (Fonte: FP Bilhar)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter