23 Ago, 2017

Figueira Beach Rugby Stories Vol. 6 – Ilhas Caimão w/ Paul Parker

Francisco IsaacJunho 8, 20179min0

Figueira Beach Rugby Stories Vol. 6 – Ilhas Caimão w/ Paul Parker

Francisco IsaacJunho 8, 20179min0

As Ilhas Caimão são a nova “praia” do rugby Mundial. Mais uma estreia internacional no Figueira Beach Rugby, agora com uma orquestra de sons intensos mas crivados das Caraíbas. O Vol. VI das “Histórias” do Figueira Beach Rugby

As Caraíbas são como as ilhas gregas na Odisseia… um paraíso autêntico de se viver que quase impossibilita de nos fazermos aos “mares” e voltarmos para casa… quando pensávamos que tínhamos abandonado esta região das Américas, ficámos presos nas Ilhas Caimão, um dos novos spots do rugby.

Paradisíaca, imensa e com um contraste de cores mais intenso que uma palete de lápis de cera da Karandash, as Ilhas Caimão “acordaram” para o rugby e em 2017 farão a sua estreia em Portugal com a sua equipa-selecção.

Como nas Ilhas Curaçau, a falta de espaço para ter campos de XV pode ser um problema inicial, o que permite que a população local opte por apostar no rugby de praia. Contudo, e em abono da verdade, as Ilhas Caimão estão a crescer rapidamente nos 7’s e nos XV, com o rugby a ser introduzido como um programa escolar financiado pelo estado e que tem como objectivo virar a ilha para a modalidade.

Há uma vontade intrínseca de tornar as Caraibas uma paragem obrigatória de rugby, especialmente no que toca ao Beach Rugby, aproveitando um dos seus recursos naturais, elevando-o ao expoente máximo.

A Rugby Americas North (federação que preside a todo o rugby na América do Norte, Central e Caraíbas) está em alto crescimento, existindo como uma defesa colectiva pelos interesses mútuos de cada país e uma comunicação activa e sempre empolgante.

Fulcral que no Beach Rugby saibam trabalhar uma linha defensiva que saiba operar, subir ou esperar pelo adversário, sem abrir brechas ou fazer erros que exponham a “muralha” a uma penetração incisiva do adversário.

Paul Parker, um dos membros da equipa das Ilhas Caimão, deu-nos um pouco do seu tempo e dialogou sobre a evolução das Ilhas Caimão e do porquê olhar para a Figueira como um exemplo.

 

fp. Ilhas Caimão… como descobriram sobre o maior torneio de beach rugby do mundo? O que esperam do torneio?

PP. O beach rugby tem vindo a crescer nas Ilhas Caimão nestes últimos anos. Temos uns pequenos torneios que se têm tornado muito populares. Devido a esse interesse queríamos desenvolver a nossa marca e isso quer dizer olhar para a Europa…  

fp. Fala-nos do rugby nas Ilhas Caimão. Está a crescer, há muitos jovens a jogar e tinhas anteriormente jogado beach rugby?

PP. O rugby infantil é muito popular nas Ilhas Caimão – muitas escolas têm programas de rugby e a Cayman Rugby Football Union tem um programa de fim de semana para crianças de todas as idades. Contacto, sem sontacto, sevens e beach rugby são todos muito populares nas Ilhas Caimão.  

fp. Vocês são uma equipa “grande” em termos físicos? E como são no que toca às capacidades individuais, a Figueira verá algo diferente?

PP. Como arquipélago pequeno não temos uma grande população praticante de rugby por isso não temos muitos gigantes na equipa. Contudo, o estilo de vida de exterior e saudável das Caraíbas garante-nos alguns jogadores saudáveis e em forma!

fp. O Beach Rugby é popular nas Caimão? Estão a planear fazer uma tour da Europa? Qual é o vosso objectivo?

PP. Este será o nosso primeiro ano na Europa e por isso só iremos ao torneio do Porto. Todavia, a nossa intenção é que uma equipa das Caimão possa estar em vários torneios europeus nos próximos anos.

fp. Concordas que o beach rugby pode tornar-se numa maneira de atrair fãs e jogadores para o rugby? Existe algum sonho nas Ilhas Caimão para o rugby?

PP. Absolutamente! Queremos ver as Caimão como um centro de excelência de rugby e o beach rugby faz parte disso.

fp. Estás preparado para o fim de semana duro na Figueira? Já vieste (ou alguns dos teus colegas) anteriormente a Portugal?

PP. Estamos muito entusiasmados com o nosso fim de semana em Portugal! Vai ser fantástico!

Visitem – https://www.facebook.com/caymanbeachrugby/

DICA DA SEMANA: Comunicar, comunicar e… comunicar. O Beach Rugby é um jogo extremamente rápido, com uma duração curta de tempo e com dimensões de campo menores, o que leva a que sua velocidade de jogo seja bem alta. A defesa tem de estar nos “trincos” e isso só é possível se dois factores estiverem em sintonia: placagem individual e comunicação. Se placarem bem individualmente mas não comunicarem com os típicos “direita”, “esquerda”, “sobe, sobe”, “aguenta”, “é meu!”, o ataque vai acabar por encontrar uma solução para passar a barreira. Por isso, placar, aguentar no ar ou meter o adversário no chão, sair da areia e voltar para cima, disponibilizarem-se e falarem uns com os outros. São regras simples, mas têm de estar bem limadas!

VERSÃO INGLESA | ENGLISH VERSION

Have you read the Odyssey, from Homer about the stories and adventures of Odysseus and his friends? Well the Figueira Beach Rugby Stories have become our own Odyssey and the Caribbean our own Calypso Islands.

Entangled in the beautiful and colorful set-up, we have set sail to the Cayman Islands, who will feature on the next Figueira Beach Rugby tournament, for the first time ever!

Like Curaçau, the Cayman’s have some issues regarding full-custom rugby fields to play XV. Nonetheless, the Cayman Islands Rugby Union broke through those issues and is trying hard to become one of the powerful nations in the Caribbean.

Famed for it’s beaches, the Cayman Islands have long started to educate their youngsters to play rugby, building a type of “friendship” with the oval ball. School programs were inducted in the last years, so it will be curious to see the evolution and growth of the Cayman Islands in a couple of years.

For now they will tour Europe and Figueira will be one of the stops.  The Cayman Islands, one of the new jewels for the Rugby Americas North, will play with speedsters and skills so watch out the way you try to defend them.

Paul Parker, one of the Cayman Islands Beach Rugby members, shed some light about the tour, their goals and why come to Figueira.

 

fp. Cayman Islands… how did you found out about the Biggest Beach Rugby tournament of the World? And what do you expect?

PP. Beach rugby has been growing in the Cayman Islands for a couple of years. We have had a couple of small local tournaments which have been very popular.   Due to that interest, we wanted to get involved in growing the brand and that meant looking to Europe…

fp. Tell us a little about rugby in the Cayman Islands. Is it growing, are there lots of kids playing it and did you ever play beach rugby?

PP. Kids rugby is very popular in the Cayman Islands – many of the schools have rugby programs and the Cayman Rugby Football Union has a very popular weekend program for kids of all ages.    Contact, non-contact, 7s and beach rugby are all very popular in the Cayman Islands.

fp. Are you a big team in terms of physique? And how are your skills department, is Figueira going to see something different?

PP. As a relatively small Caribbean Islands we don’t have a huge rugby playing population so we don’t have many giants in our team.  However, that said, the outdoor, healthy Caribbean lifestyle means we have more than a few fit and healthy players!

fp. Beach Rugby is a thing in Cayman? Are you planning to tour Europe? And what is  your main goal?

PP. This will be our first year in Europe and therefore we will only be involved in the Porto tournament.  However, our intention is to get a team from the Cayman Islands playing in most European tournaments within a few years.

fp. Do you agree that Beach Rugby can become one way to attract new fans and players to rugby? Is there any dream in the Cayman Islands for rugby?

PP. Absolutely!   We really want to see the Cayman Islands as a centre of rugby excellence and beach rugby is part and parcel of that package!

fp. Are you prepared for the rough weekend in Figueira? Did or  your fellow teammates come to Portugal?

PP. We are very much looking forward to our weekend in Portugal!   It is going to be great!

fp. Leave a special message for our readers who never heard or don’t know really much about the Cayman Islands rugby team.

PP. Come visit us – https://www.facebook.com/caymanbeachrugby/

TIP OF THE WEEK: Talk, you have to keep talking in a Beach Rugby match. If you stop talking to your teammates you will start to concede space in the defense, allowing the opposition to breakthrough and score tries. You can be the best the tackler in the world, but if you can’t communicate and call for “left”, “right”, “go now” and so on, you will fail in the team defense. Rugby needs communication, you can’t stop talking. It’s one of the cornerstones of a great team. So practice team coordination by talking and giving different calls while tackling and going to the ball.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter