23 Nov, 2017

Figueira Beach Rugby Stories Vol. 1 – Rui Loureiro

Francisco IsaacMaio 4, 20177min0

Figueira Beach Rugby Stories Vol. 1 – Rui Loureiro

Francisco IsaacMaio 4, 20177min0

Bem-vindos ao Figueira Beach Rugby Stories, crónica semanal sobre um dos maiores eventos de rugby em Portugal. O Figueira Beach Rugby, a realizar nos primeiros dias de Julho, vai ocupar um espaço de “antena” todas as quintas-feiras sempre com uma nova história. O Vol. 1 com Rui Loureiro, director do FBR

Estamos em Maio e o Verão já tem autorização para sair à “rua”. O rugby de XV está prestes a findar, seguindo-se as provas de 7’s que desembocam num dos “rebuçados” mais apetecíveis do rugby nacional: o Beach Rugby.

Num país que vive “apaixonado” pelas praias e “mares” que abraçam a costa portuguesa, é natural que o Beach Rugby ocupe espaço no calendário de provas da comunidade oval portuguesa.

Sem que tenhamos certezas da existência de um circuito da variante, ficamos excelentemente bem com o Figueira Beach Rugby, o denominado como talvez a melhor etapa de Beach Rugby do Mundo.

Iniciado em 2010, o evento já ganhou raízes profundas na comunidade da Figueira da Foz que vê na etapa uma forma de internacionalizar as suas praias. Mais que um interesse mútuo de ambas as partes, há uma “paixão” de ter o evento na Figueira.

De ano para ano as instalações do Figueira Beach Rugby cresceram, passaram de um campo para quatro, colocando a etapa no centro de interesse de várias equipas internacionais como os Magnets (da Bélgica), Ovale Beach Rugby (Marselha, França), Pacific Islanders (Ilas do Pacífico), entre outras tantas.

Em 2017, no ano que marca a 8ª edição do evento, o Figueira Beach Rugby vai contar com mais números de jogadores estrangeiros, mais equipas (possivelmente já atingiu as 30 formações inscritas no evento, em Abril o que abre “horizontes” para atingirmos mais que 50 equipas, o número máximo de 2016) e mais movimento nas praias e ruas da Figueira da Foz.

Um evento iniciado e capitalizado por Rui Loureiro (Doctor Sports), que sentiu força e capacidade em querer implementar um torneio de rugby de praia em terras onde a modalidade não tem grande expressão.

Figueira Beach Rugby (Foto: FBR)

Todavia, isto não significou insucesso, pelo contrário, já que ao fim de 8 anos o Figueira Beach Rugby terá recebido mais de 10,000 de atletas no total, somando a isto aos vários familiares, amigos e curiosos durante o fim-de-semana inteiro.

Com muito rugby, festa e animação, o evento tem um dos melhores prize money (ainda a determinar os valores finais) a nível europeu o que aumenta o interesse em não só participar, mas também tentar conquistar o 1º lugar (masculino e feminino).

O Fair Play associa-se ao evento e todas as semanas lançaremos uma história sobre o Figueira Beach Rugby seja uma entrevista, uma colecção de fotos, uma análise a uma das equipas, uma inside look do evento, entre outros.

Para já relembramos-vos das finais de 2017:

  • Final Masculina: Academia Pedro Leal (Portugal) 8 – 3 Minots (França);
  • Final Feminina: LMRCV (França) 6 – 5 SC Porto (Portugal);

Para o primeiro volume convidámos o grande “maestro” do Figueira Beach Rugby, Rui Loureiro. Com uma entrevista dinâmica, rápida (mas carregada de pormenores) e fluída os leitores que desconhecem por completo o evento ficarão a perceber as suas “bases”; os que já passaram pelo torneio poderão anotar alguns dos “cabeças de cartaz”; e os advance users já vão poder marcar na agenda os dias do evento para tentarem “roubar” o prize money.

fp. Rui, vamos para mais uma edição do Figueira Beach Rugby e a primeira pergunta é: alguma novidade ou surpresa que a organização esteja a preparar?

RL. A grande novidade que começa a deixar de o ser, é o contínuo crescimento do número de equipas participantes. Neste momento temos já a confirmação de 27 equipas estrangeiras o que representa um recorde. Para além disso em termos de estruturas, estamos a preparar melhorias, bem como na parte de animação. Gostaríamos de ter mais animação, que surpreendesse positivamente todos aquels que participam no torneio.

fp. Continuas motivado para esta batalha anual de ter a melhor etapa de Beach Rugby da Europa? Qual é o grande (s) objectivo (s) para 2017?

RL. Sim! A motivação renova-se logo no dia a seguir ao término de mais uma edição. As sensações vividas durante os dois dias do evento, a alegria e a interação entre todas as equipas, são o melhor tónico para ano após ano, organizar este evento.

fp. Que equipas podemos esperar nesta edição? Vamos ter os “loucos” belgas dos Magnets? E ficamos só por equipas do Hemisfério Norte?

RL. Os Magnets são já uma das equipas emblemtáticas do Figueira Beach Rugby! Há dois anos que deixaram de correr o circuito europeu, sendo a Figueira o único torneio internacional em que participam! Isto para nós diz-nos muito! Para alem das equipas e Países habituais, este ano teremos a representação de duas equipas das Caraíbas, das Ilhas Curacau e Ilhas Caimão. Queremos igualmente manter a alta participação das equipas nacionais, que têm provado ser das melhores ao nível Europeu e registar o regresso dos Ovale Beach Marseille.

fp. Quantas pessoas (a jogar, a ver e a participar) tivemos em 2016? A Figueira da Foz já sente este evento como um marco fulcral para os ritmos da cidade?

RL. Se considerarmos que só de comitivas oficiais, andaremos perto do milhar de participantes, o número de pessoas que durante os dois dias frequenta o espaço d evento deverá ultrapassar certamente as 3000. A Figueira da Foz, estimualada pelo sucesso do Figueira Beach Rugby, está neste momento a desenvolver um projeto intitulado “Figueira Beach Sports City”, com o objetivo de desenvolver a prática de desportos de Praia na Cidade.

fp. Que conselhos darias a pessoas que nunca jogaram Beach Rugby e que venham à Figueira pela primeira vez?

RL. Preparem-se para a Loucura do Beach Rugby! Esperem bem mais do que apenas um torneio desportivo. Sinceramente é algo que só experienciando se pode descrever!

fp. A organização ajuda a preparar as viagens e estadias para equipas? Como podem contactar-vos?

RL. Sim. Somos nós que organizamos toda a logística das equipas, desde que pisam o solo Nacional. Podem contacar-nos através do nosso email info@figueirabeachrugby.com ou através das redes sociais.

fp. A pergunta mais importante para 2017: qual é a data da realização do evento?

RL. 1 e 2 de Julho!

fp. Três perguntas rápidas: melhor equipa que passou pela Figueira, momento icónico do evento e jogador mais conhecido (nacional ou internacional) que passou pelo torneio?

RL. Destaco duas equipas :  Ovale Beach Marseille de 2014 e a Academia Pedro Leal de 2016

A Final de 2013 entre GD Direito e Maccarese! Foi uma final fantástica!

Sem dúvida pela mediatização que obiveram pela sua participação nas World Series, Pedro Leal e Adérito Esteves.

Esta foi a primeira “cassete” do Figueira Beach Rugby! Não percam as próximas com novidades, novos clubes e novas ideias.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter