21 Fev, 2018

Análise da Jornada de Natal da NBA

João FerreiraDezembro 27, 20176min0

Análise da Jornada de Natal da NBA

João FerreiraDezembro 27, 20176min0
Alguns dos melhores jogos do ano estão na Jornada de Natal. Aqui está uma análise àquilo que foram os melhores jogos desta fantástica Jornada do Nata.

Ano após ano a Jornada de Natal da NBA oferece-nos uma quadra especial cheia de jogos onde a qualidade é “oferecida” pelos jogadores aos seus adeptos.
Este ano não foi exceção com 5 jogos a acontecerem ao longo de todo o dia de Natal. Claro que houve jogos melhores que outro e escolhemos 3 para analisar: OKC vs Houston Rockets( um jogo da Conferência Oeste), Boston Celtics vs Washington Wizards( um jogo da Conferência Este) e os Golden State Warriors vs Cleveland Cavaliers( a reedição das últimas três finais da NBA).

Oklahoma City Thunder vs Houston Rockets: o melhor jogo da Jornada de Natal

Os Houston Rockets partiam para este jogo com a moral em alta. Para além de serem consideradas a única equipa capaz de derrotar os Warriors, os Houston Rockets contavam, antes da Jornada de Natal, com três jogadores bastante inspirados. Falamos,pois, de James Harden, Chris Paul e Clint Capela.

A verdade é que na Jornada de Natal não jogou CP3, provavelmente o jogador-definição da posição de base na NBA, atualmente. Desde o seu retorno após lesão(sofrida logo no primeiro jogo da época) e jogados 17 jogos, os Rockets contavam com 14 vitória e 3 derrotas o que demonstra a influência de CP3 na equipa do Texas.

OKC, por seu lado, também ia para este jogo com o espírito em alta. Após um início muito atribulado, com algumas derrotas surpreendentes, que chegou a meter em causa o tridente de super-estrelas da equipa de Oklahoma(Russell Westbrook, Paul George e Carmelo Anthony), os Thunder parecem ter finalmente atinado e nos últimos jogos levam já 8 vitórias contra apenas duas derrotas.

Em relação ao jogo propriamente dito, foi um jogo emocionante bem ao estilo da Jornada de Natal. Um jogo disputado até aos últimos minutos mas que pendeu para o lado da equipa da casa que contou com um pavilhão “à pinha” para levar de vencida a equipa de Mike D’Antoni.

O jogo contou com o tridente de OKC bastante inspirado contado com 75 pontos( 31 para Westbrook, 24 para George e 20 para Anthony) mas também contou com toda a equipa de Houston inspirada com 4 jogadores a concretizarem 88 pontos (James Harden, Eric Gordon, Clint Capela e Trevor Ariza).

A verdade é que OKC fez o jogo correr à sua maneira. Uma equipa muito agressiva a defender, e a atacar muito versátil acabaram por levar de vencida a equipa dos Rockets, que para mim continuam a ter um grande problema na defesa, com alguns jogadores a não estarem tão cometidos com a defesa como deviam. Esse é o único aspecto que pode fazer com que os Rockets não possam ir às finais da NBA.

Boston Celtics vs Washington Wizards 

Um jogo que ficou pelo aparente cansaço da equipa de Boston. É verdade que a equipa de Boston teve 5 jogos em 6 dias mas os jogadores da NBA não se costumam apresentar tão cansados nos jogos, principalmente na Jornada de Natal, que é vista como uma das principais jornadas da NBA.

No entanto, o jogo foi muito discutido até ao quarto período com o marcador a alterar-se de repente para o lado dos Wizards, e assim se manteve. Um jogo muito fisico e onde as faltas surgiram com alguma regularidade, o destaque principal foi para o base dos Wizards.

John Wall esteve simplesmente imparável bem como o seu companheiro de backcourt, Bradley Beal. Os dois juntos fizeram 46 pontos, 16 assistências (14 foram de Wall) e 13 ressaltos. Por outro lado, na equipa de Washington ainda há a destacar Otto Porte Jr. que concretizou 20 pontos.

Na equipa dos Boston Celtics, há a destacar o óbvio. Kyrie Irving foi o menos desastrado na equipa dos Celtics, com 20 pontos e 5 assistências e Jayson Tatum com 20 pontos e 3 ressaltos. Por outro lado, Jaylen Brown teve apenas 8 pontos enquanto que Aaron Baynes, titular da equipa do trevo, não contou com nenhum ponto. Este é a prova de que a equipa do TD Garden esteve desastrada no ataque enquanto que na defesa também deu alguns buracos.

Nada parou Beal! (Foto:Getty Images)

Golden State Warriors vs Cleveland Cavaliers

A reedição das últimas três finais da NBA e a reedição de um dos jogos da Jornada de Natal do ano passado. Uma rivalidade saudável marcada pelo confronto, fisico e psicológico, de Kevin Durant com LeBron James. Não há como negar que, desta vez, KD levou a melhor. Kevin Durant adotou uma postura de playoffs e com ela veio um dos jogos mais bem conseguidos a nível defensivo, com 5 bloqueios de lançamento sendo que um deles foi no momento mais decisivo do encontro, a 43 segundos do final.

Na equipa de Oakland, 3 jogadores estiveram em grande destaque. KD, com um jogo defensivo asombroso, com 25 pontos “no saco”; Klay Thompson que demonstrou a sua facilidade em finalizar, principalmente de 3 pontos, tendo levado 24 pontos. E o senhor da noite foi Draymond Green que contou apenas com 12 pontos mas contou também com 11 assistências e 12 ressaltos, concretizando, assim, o triplo-duplo.

Do lado dos Cavs, Kevin Love foi, sem dúvida, o mais esclarecido com 31 pontos, enquanto que o King contou “apenas” com 20 pontos. Um jogo uns furos abaixo daquilo a que nos tem vindo a habituar. LeBron James tomou decisões erradas nos momentos errados e arrisco-me a dizer que custou à sua equipa a vitória.

Outros jogos

Nos outros jogos da noite, há destacar dois jovens jogadores que têm tudo para tomar a NBA de assalto e assumirem-se como grandes jogadores no futuro: Joel Embiid e Kyle Kuzma.

Joel Embiid decidiu, literalmente, o jogo contra os Knicks, tendo contado com 25 pontos e 16 ressaltos. Número estonteantes de um poste que prima pela qualidade técnica no drible, bem como no lançamento seja ele de curta ou longa distância.

Kyle Kuzma é o primeiro rookie, desde LeBron James, a fazer mais de 30 pontos no jogo da Jornada de Natal da NBA. Isto diz tudo da qualidade do miúdo que já é falado para ser um dos principais candidatos a arrebatar o prémio de Rookie of the Year.

Mesmo tendo contado com os 30 pontos de Kuzma, os Lakers perderam contra uns Timberwolves que contam com um Jimmy Butler numa forma estonteante. Esperemos que continue assim, a mostrar o seu potencial e real valor na NBA.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter