18 Dez, 2017

Educar a NBA em Portugal II

João PortugalNovembro 20, 20165min0

Educar a NBA em Portugal II

João PortugalNovembro 20, 20165min0

Segunda edição do nosso espaço que traz aos adeptos portugueses os melhores artigos, vídeos e podcasts que foram feitos em terras de Trump, agora que todas as equipas já disputaram pelo menos 10 jogos . As sugestões incidem no final da carreira do melhor atirador de todos os tempos até Steph Curry lhe ter retirado todos os records de triplos, Ray Allen; a equipa sensação do Este neste início de época; Como os Bigs estão a tomar conta da NBA e a brilhante explicação de como os Thunder desperdiçaram o trio Durant-Westbrook-Harden. Terminamos com uma análise aos Warriors e como funciona o novo ataque com Kevin Durant.

Ray Allen was the most interesting man in the NBA

Erik Spoelstra: No one like Ray Allen

A temporada começou com Ray Allen a anunciar que finalmente pendurou as botas. Já não jogava há duas temporadas, é certo, mas houve sempre rumores de que poderia ter regressado para ajudar algum candidato ao título na recta final da prova. Agora acabou mesmo e os dois artigos que sugiro sobre a sua carreira são a história contada por Marc J. Spears do TheUndefeated e a entrevista de Erik Spoelstra, o último treinador de Ray Allen, a Tom Haberstroh da ESPN. Perspectivas diferentes, uma debruçada mais nos tempos dos Celtics, com várias citações de Paul Pierce, a outra nos anos em que atingiu Finais consecutivas, vencendo uma, em Miami, culminados com um dos lançamentos mais incríveis da história, no jogo 6 da Final de 2013, contra os Spurs.

The Biggest stop of Kevin Love’s life? It wasn’t this one

Estive indeciso sobre se colocaria esta história de Lee Jenkins, do TheCrossover, sobre um momento atribulado da vida de Kevin Love, quando se viu na situação de salvar um grande amigo que caíu em cima de uma garrafa de vidro que o furou. Jenkins conta ao pormenor como Love salvo a vida ao seu amigo, com o que aprendeu com a sua mão, enfermeira, e como o outro rapaz, Tyler Kandel, conseguiu recompor a sua vida e tornar-se no fotógrafo profissional que é hoje. Tem pouco basket, mas é uma história de vida e um lado que não conheciamos de Kevin Love.

The Charlotte Hornets know exactly who they are

Os Hornets estão em 2º no Este, neste início de temporada, e, à hora em que escrevia este parágrafo, venciam por 11 em casa dos Pelicans, a caminho do nono triunfo neste arranque de época. Jared Dublin do TheStepBack começa por explicar que o mais importante para se ter uma equipa vencedora é a identidade, e que Charlotte entra em court todas as noites com o mesmo plano de jogo: no ataque, Kemba Walker é o patrão e define todas as jogadas, e na defesa eles vão esforçar-se sempre mais que o adversário, porque está no seu ADN.

The NBA’s Big-Man BOOM

Joel Embiid: “I’m TheProcess”

Já não é segredo que a NBA está recheada de jovens Bigs talentosos: Karl-Anthony Towns, Anthony Davis, Kristaps Porzingis, Joel Embiid, Myles Turner, entre muitos outros. Kevin O’Connor, do TheRinger, compila num artigo todas as qualidades de cada um, as suas inspirações e o que potencial que poderão vir a atingir no futuro. Adicionalmente, mais uma fantástica história de vida, desta feita de Joel Embiid e como ele se autodenonimou TheProcess, numa entrevista ao própio por parte de Lee Jenkins, para o TheCrossover E vocês? Quem acham que será o primeiro MVP desta lista? E o primeiro a vencer um título na NBA?

[Foto: ESPN.com]
[Foto: ESPN.com]
 

How a massive miscalculation broke up Thunder’s Westbrook-Durant-Harden dynasty

Esta peça é um pouco diferente do que já vos apresentei. É mais financeira, tem mais palavras difíceis e, talvez, novas para os leitores, contudo Danny Leroux, aqui a escrever para o SportingNews, explica sempre tudo como se quem estivesse a ler fosse um leigo na matéria. Para os interessados em aprender mais sobre como funciona a economia da NBA, o Danny é uma das vossas melhores fontes de aprendizagem. Aqui, ele explica como OKC podia perfeitamente ter aguardado 16 meses para trocarem James Harden, em relação à data em que realmente o fizeram, conseguindo sempre pagar a Luxury Tax, o imposto que as equipas pagam quando ultrapassam a barreira salarial. Nesses 16 meses soube-se que essa barreira salarial iria explodir com o novo acordo dos direitos televisivos e que até teria sido possível manter Harden sem pagar imposto, sendo que uma das medidas “fáceis” de pôr em prática teria sido cortar Kendrick Perkins, livre de custos.

Warriors’ Offense is Clicking, and it’s frightening

What do we want from the Warriors?

E, para fazer a transição da escrita para o vídeo e para terminar esta edição, uma dupla sobre a equipa mais fascinante dos últimos anos, os Golden State Warriors. Shane Young, para o FanRagSports, faz-nos o breakdown das jogadas mais utilizadas e mais difícies de defender por parte de Golden State (com muitos clips), enquanto que Paul Flannery, do SBNation, apresenta-nos os dados estatísticos mais impressionantes dos últimos jogos dos Warriors, fala-nos de como eles defendem e, mais importante, interroga-nos, adeptos de basketball, sobre o que desejamos que esta equipa que planeia mudar a Historia da NBA seja.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Posts recentes



Newsletter


Categorias


newsletter