21 Nov, 2017

A NBA começou!

João FerreiraOutubro 18, 20175min0

A NBA começou!

João FerreiraOutubro 18, 20175min0
Quem é que não tinha saudades? A NBA está de volta! O espectáculo, os melhores jogadores, os melhores treinadores, o melhor basket. Os dois primeiros jogos foram do melhor que existe e assim esperamos sejam os outros jogos.

O espectáculo da melhor liga de basquetebol começou e começou com um misto de emoções nunca antes vividos no início de qualquer grande competição. Ontem assistimos a dois embates que juntaram quatro das principais equipas da NBA: Boston Celtics vs Cleveland Cavaliers( uma reedição da final da Conferência Este do ano passado) e um Houston Rockets vs Golden State Warriors( os campeões contra os N1 contender da Conferência Oeste).

Cleveland Cavaliers vs Boston Celtics

O destaque inicial tem que ser dado, pelas piores razões, ao jogo dos Cleveland Cavaliers contra os Boston Celtics e à lesão arrepiante( para não dizer mais) sofrida por Gordon Hayward. Depois de uma disputa normal de bola no ar, o ex-Utah Jazz caiu mal o que levou a que fizesse uma fractura exposta no tornozelo esquerdo.

O que prometia ser uma época de sonho para a equipa de Boston( que formou um Big 3 fortíssimo com Hayward, Irving e Horford) foi rapidamente abalada logo aos 6 minutos do primeiro jogo da época regular. Esperamos que ainda recupere pelo menos antes dos playoffs.

Partindo para o jogo propriamente dito, o Cavs provaram que a offseason foi uma das mais produtivas nos últimos anos. Ao início, a partida de Kyrie para o principal rival do Este parecia um revés mas provou-se o contrário, com os Cavaliers a ficarem com um plantel recheado de grandes jogadores. Crowder foi aposta inicial, com Tristan Thompson a saltar do 5 que transitava do ano passado, bem como J.R. Smith( que passou a ser o 6th man da equipa) para que DWade entrasse.

A equipa dos Cavs está muito forte, com uma variedade extrema de lançadores: seja Crowder ou Kevin Love de 3 pontos, seja Wade ou Derrick Rose( que jogou mais de 30 minutos) a fazerem lançamentos que parecem impossível, seja LeBron James ou Jeff Green a usarem o portento físico para atacarem o cesto.

O novo reino de Rose (Foto: ESPN)

Do lado dos Boston, a estratégia para o resto da época foi afectada por uma infelicidade. Mas durante o jogo a equipa mostrou se unida e apesar de não ter uma profundidade por aí além, conseguiu recuperar uma desvantagem de 18 pontos e até chegou a estar a ganhar.

Kyrie Irving é sem dúvida um jogador especial e todo o jogo dos Celtics vai passar por ele. No entanto houve outros jogadores que se destacaram: Jayson Tatum, o rookie, que no seu primeiro jogo fez um duplo-duplo, Jaylen Brown que se assumiu como um jogador a ter em conta para o resto da época com 26 pontos marcados e Marcus Smart que entrou para substituir Gordon Hayward e teve uma segunda parte bastante boa e aguerrida.

O futuro de Boston (Foto:GettyImages)

No entanto ficaram duas ideias chave do jogo de ontem: a juventude na equipa pode levar a que sejam tomadas más decisões ( como foi o caso de muitas tentativas de lançamento tanto de Marcus Smart como de Terry Rozier) e que o banco de Boston ainda tem muito que crescer para conseguir acompanhar os jogadores do 5 inicial.

Golden State Warriors (os campeões da NBA) vs Houston Rockets

No que diz respeito ao outro jogo da noite, os Rockets foram a Oakland estragar a festa, na noite de consagração dos campeões Golden State Warriors.

Do ano transacto não mudou praticamente nada nos Warriors, apenas a inclusão do rookie Jordan Bell na rotação e a contratação de Nick Young que se revelou como uma grande solução para o resto da época depois de ter apontado 23 pontos no jogo de ontem.

De resto os Warriors continuam a equipa faminta por pontos como o ano passado. Os Splash Brother especialmente continuam imperáveis da linha de 3 pontos com uma percentagem de 43% de lançamento de 3p concretizados (7/16). Fica a ideia que o jogo de ontem foi um mero percalço pois caso o último lançamento de Kevin Durant tivesse sido dado como válido o pós-jogo teria sido bastante diferente.

Na equipa dos Rockets, destaque para a estreia de CP3 pela equipa de Houston com 8 ressaltos e 11 assistências. CP3 é, assim, a companhia perfeita para James Harden que teve uma exibição de gala com 27 pontos concretizados. É, assim, óbvio que o backcourt de Houston é um dos melhores de toda a NBA. Na equipa dos Rockets verificamos ainda que o banco é uma grande arma para o resto da época com dois jogadores em destaque: P.J. Tucker e o 6th Man do ano passado, Eric Gordon.

Será desta que CP3 vai ganhar alguma coisa? (Foto: GettyImages)

Jogos futuros da NBA

Se os jogos da noite anterior foram entusiasmantes, esta noite há jogos que todos os adeptos de basquetebol estavam à espera desde o inicio da free-agency. Desde logo há um San Antonio Spurs- Minnesota Timberwolves (a equipa renovada dos Lobos promete ser uma dor de cabeça na Conferência Oeste) e um Washington Wizards-Philadelphia 76ers (fica a curiosidade para saber se a equipa jovem de Philly consegue cumprir as expectativas nela posta).

A única certeza que temos é de que as noites de NBA estão de volta!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter