16 Ago, 2017

Torneios Zonais de Infantis

João BastosAbril 9, 20177min0

Torneios Zonais de Infantis

João BastosAbril 9, 20177min0

Decorreram em simultâneo na Mealhada e em Sines, os torneios zonais de infantis, nos dias 7, 8 e 9 de Abril. Duas competições divididas entre Norte e Sul que produziram resultados muito bons. Fique com os destaques do Fair Play

O fenómeno Carolina Fernandes

Foto: OLN

Apesar dos seus 11 anos, o nome da nadadora dos Galitos de Aveiro já começa a soar familiar para os seguidores da natação nacional.

Este torneio zonal, foi a sua primeira prestação a nível extra-distrital…e esteve endiabrada!

Foram quatro novos recordes nacionais do escalão infantil-B e, provavelmente, o quinto só não veio porque foi desclassificada nos 200 metros costas.

Os novos máximos nacionais da categoria são:

  • 100 metros livres: 1:00.13; o anterior record já era seu com 1:00.35
  • 100 metros costas: 1:06.85; o anterior record já era seu com 1:09.26
  • 100 metros mariposa: 1:06.85; anterior record de Ana Margarida Guedes com 1:06.89
  • 200 metros estilos: 2:28.04; anterior record de Filipa Ruivo com 2:30.96

No total, Carolina Fernandes já detém 7 máximos da categoria (para além dos quatro que estabeleceu, detém o dos 50 e 200 metros livres e o dos 200 metros costas). É, actualmente, a nadadora portuguesa com mais recordes de categoria em piscina curta!

Se por um lado o histórico de recordistas nacionais em idades precoces exige prudência no entusiasmo que os resultados desta nadadora suscitam, por outro, a equipa dos Galitos de Aveiro já mostrou que sabe conduzir talentos precoces ao sucesso em idades mais avançadas (ver carreira de Diogo Carvalho).

Aguardemos agora o que esta nadadora mostrará na época de Piscina Longa.

Ricardo e Tiago com o nome na tabela de recordes

Em termos de destaques individuais, Carolina Fernandes “roubou” muitas das atenções deste torneio zonal, mas houve mais dois recordes nacionais nos torneios zonais, um no zonal Sul e outro no zonal Norte, ambos no escalão Infantil-A

Ricardo Silva, do Desportivo Náutico da Marinha Grande, venceu os 100 metros costas com novo record nacional. 1:00.21 é melhor que o anterior máximo, que estava fixado em 1:00.91 e era pertença de Ricardo Rocha, do Aquático Pacense, que tinha estabelecido a marca em Junho do ano passado.

Tiago Rodrigues, do Luso – Internacional Porto, venceu os 100 metros livres no tempo de 54.78, superando os 54.93 de João Castro, do Marítimo, um tempo que estava agora a fazer três anos.

Os melhores dos zonais

No torneio disputado na Mealhada, houve um nome que se destacou no escalão de infantil-B, no sector masculino, que foi o do famalicense Gabriel Santos, tendo sido o nadador que mais provas individuais venceu. No total foram 4 provas: 200 e 1500 metros livres, 200 e 400 metros estilos. No entanto, contabilizando as estafetas, foram os nadadores do Náutico de Coimbra, Gonçalo Moita e Diogo Ribeiro que arrecadaram mais “ouros” (5, dois individuais e três em estafeta).

Já no zonal sul, foi Bernardo Simões, do Colégio Vasco da Gama, o maior vencedor individual, também com 4 provas. 200, 400 e 1500 metros livres e 400 metros estilos foram as provas ganhas pelo nadador do CVG. Vítor Clara, do Bairro dos Anjos, com as três estafetas que a sua equipa venceu, levou também 4 primeiros lugares.

Ainda no sector masculino, mas no escalão infantil-A, foram dois nadadores a levar mais “ouros” individuais no zonal norte. O já citado Tiago Rodrigues e Lucas Pereira, do Sporting Clube de Braga, lograram vencer 3 provas individuais. André Marques, do Famalicão, superou ambos os nadadores ao vencer 2 provas individuais e ao integrar as três estafetas vencedoras do seu clube.

No zonal sul, o nadador Salvador Gordo, do Sporting “fartou-se” de ganhar provas. Ao todo foram 5: 400 metros livres, 100 e 200 metros mariposa, 200 e 400 metros estilos. Ricardo Silva com os 4 títulos individuais e os dois de estafetas foi o nadador que mais vezes ocupou o lugar mais alto do pódio.

Nas raparigas, com naturalidade Carolina Fernandes foi a nadadora infantil-B mais titulada com 4 primeiros lugares individuais, aos quais juntou mais dois nas estafeta de 4×100 metros estilos e 4×100 metros livres.

Na prova realizada em Sines, a infantil-B que mais se destacou no pódio foi Isadora André, nadadora da União Piedense que venceu 5 provas: 400 metros livres, 100 e 200 metros mariposa, 200 e 400 metros estilos.

No que respeita às infantis A, no norte reinou Mariana Cunha, do Fluvial Portuense, que nas 5 provas que venceu ficou sempre muito próxima dos recordes nacionais do escalão. 100 e 200 livres, 100 mariposa, 200 e 400 estilos foram as provas que a nadadora portuense levou para casa.

Já no zonal sul, o domínio foi de Maria Amado, do Bairro dos Anjos. Venceu os 100 e 200 metros livres, os 100 e os 200 metros costas, juntando o primeiro lugar da estafeta de 4×200 metros livres.

Norte vs Sul

Num exercício sempre interessante, mas não necessariamente útil, faremos a análise comparativa entre os dois torneios.

Começamos pela análise ao escalão infantil B:

Fonte: Fair Play

Na tabela anterior encontramos os 60 vencedores de ambos os torneios zonais, 30 femininos e 30 masculinos, 15 de cada género, em cada zonal.

Para efeitos comparativos, colocamos em confronto os tempos dos vencedores de cada prova, em cada um dos zonais, realçando os melhores tempos, ou seja, aquele que seria vencedor se os intervenientes dos dois zonais participassem numa competição única.

No sector masculino, o zonal norte superiorizou-se à tangente ao zonal sul, com 8 melhores tempos vs 7 melhores tempos dos sulistas.

No sector feminino a tendência mantém-se mas é um pouco acentuada, com as nortenhas a levarem a melhor sobre as nadadoras do zonal sul em 9 provas, contra 6.

No escalão infantil-A, o cenário seria o seguinte:

Fonte: Fair Play

Curiosamente, a análise aos resultados dos zonais no escalão Infantil A é a mesma que fizemos no escalão Infantil B. Ou seja, os vencedores do Norte fizeram melhores marcas em 8 provas, contra 7 dos vencedores do sul e as primeiras classificadas do zonal Norte foram melhores em 9 provas, face às 6 melhores marcas das vencedoras do Sul.

Relativamente às melhores marcas FINA, a melhor nadadora Infantil B no conjunto dos zonais é (sem surpresa) Carolina Fernandes – Norte –, com os seus 606 pontos aos 100 livres, enquanto a melhor nadadora Infantil A é também do Norte. Mariana Cunha com 625 pontos (também) nos 100 livres.

Nos rapazes, o Infantil B Bernardo Simões (Zonal Sul) foi o mais pontuado com a sua marca dos 1500 livres que correspondeu a 499 pontos, enquanto nos Infantis A foi a marca dos 200 livres de Tiago Rodrigues (Zonal Norte) que obteve mais pontos: 559

Famalicão dominador

No cômputo geral dos campeonatos, foi o Grupo Desportivo de Natação de Vila Nova de Famalicão que se destacou com as 37 medalhas que levou para casa, entre os dois escalões de infantis. Dessas, 14 foram de primeiro lugar.

No segundo lugar do pódio fictício ficou o Clube Náutico Académico de Coimbra, com 27 medalhas, sendo 12 de primeiro.

No terceiro lugar do ranking aparece o Sport Algés e Dafundo com 21 medalhas, 9 correspondentes ao primeiro lugar.

Certamente, contas a ter em consideração para a Taça de Portugal da Formação.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter