13 Dez, 2017

14ª Prova de Mar Baía de Sines

João BastosJunho 12, 20179min0

14ª Prova de Mar Baía de Sines

João BastosJunho 12, 20179min0

Pelo 14º ano, o Clube de Natação do Litoral Alentejano organizou a Prova de Mar da Baía de Sines, uma prova que levou até à cidade alentejana os melhores praticantes de águas abertas do país

O Clube de Natação do Litoral Alentejano organizou, mais uma vez, uma prova que já é uma das principais referências no calendário nacional de Águas Abertas. A 14ª Prova de Mar da baía de Sines desde sempre que integra o circuito de águas abertas do Alentejo, que vai na sua 5ª edição, e a partir deste ano teve o merecido reconhecimento de integrar o circuito nacional de águas abertas.

Fonte: CNLA

Sines foi, de resto, a prova inaugural do X Circuito Nacional de Águas Abertas, composto por 7 provas. É apenas uma de duas provas organizadas por clubes, já que todas as outras ou são organizadas pela própria FPN ou directamente pelas Associações Territoriais.

Ou seja, ainda antes do tiro de partida, já a organização do CNLA em colaboração com a ANAlentejo, a Câmara Municipal de Sines e a Junta de Freguesia de Sines estava de parabéns por esta conquista que valoriza ainda mais uma prova que, para além do elevado nível competitivo, distingue-se também pelo ambiente extra-prova que a organização se orgulha de promover e reforçar ano após ano. Uma prova que, para além das excelentes condições da praia Vasco da Gama para realizar uma travessia, tem excelentes condições de convívio, destacando-se a já tradicional sardinhada.

Assim, no dia 11 de Junho, 149 nadadores participaram na Prova de Mar da Baía de Sines, repartindo-se por três diferentes distâncias: a prova oficial, de 2500 metros, destinada a nadadores federados – e que pontuava para os circuitos regional e nacional – e masters, e as provas de promoção (400 para populares com idade acima dos 10 anos e 1000 metros para populares com idade acima dos 12 anos).

Esquema do percurso da 14ª Prova de Mar da Baía de Sines | Fonte: CNLA

Irmãos Ribeiro à procura de reforçar o estatuto

Hugo e Soraia Ribeiro são os maiores dominadores da prova de mar da baía de Sines. No cômputo das 13 anteriores edições, Hugo venceu por quatro vezes a prova principal, vindo de uma série de três vitórias consecutivas. Por seu turno, Soraia tem mais um título do que o seu irmão, sendo, actualmente também tri-campeã na prova.

Este ano vinham a Sines defender os seus títulos mas encontravam o mais forte naipe de atletas de sempre, presentes na prova. Sobretudo no sector masculino, com a presença de Rafael Gil (Benfica), Mário Bonança e Pedro Pinotes (Sporting), Alexandre Coutinho e Diogo Marques (Cantanhedense).

No escalão feminino, grande nota de destaque para as nadadoras mais jovens presentes, sinal que as águas abertas é a uma vertente cada vez mais apelativa no nosso país e que o nível competitivo irá aumentar.

Foto: CNLA

Bonança no lugar mais alto da dobradinha verde e branca

A prova oficial, que teve o seu tiro de partida pelas 11:15, foi como se esperava: bastante competitiva, com a vitória disputada até à última braçada.

No final, foram os nadadores do Sporting que se superiorizaram aos demais.

Na praia Vasco da Gama, foi Mário Bonança o primeiro a explorar o caminho marítimo para a vitória sagrando-se vencedor absoluto e arrecadando 20 pontos para o Circuito Nacional de AA. O recentemente consagrado vice-campeão nacional sénior dos 5km continua em destaque este ano.

A completar a dobradinha sportinguista, chegou Pedro Pinotes no segundo lugar, com o campeão nacional dos 10 km, Rafael Gil, a fechar o pódio. Pinotes pontuou 17 pontos para o circuito nacional e Gil marcou 15.

Foto: Mário Bonança

O pódio sénior foi o mesmo, enquanto o pódio júnior foi encabeçado pelo campeão nacional júnior-B dos 5 km, Diogo Nunes do Clube Fluvial Portuense, um nadador com grande futuro na variante de águas abertas. Em segundo lugar chegou André Boto do Clube de Natação do Litoral Alentejano, que conseguiu a proeza de chegar à frente do vice-campeão júnior-B dos 5 km. Gonçalo Bárbara (Portinado), que tinha sido segundo, atrás de Diogo Nunes na Amieira, desta vez ficou com o bronze.

Já nos Juvenis foi como que uma dança das cadeiras em relação ao pódio dos campeonatos nacionais. Ou seja, na Amieira o pódio dos 5 km da categoria Júnior-C (assim é designado o escalão de Juvenis nos campeonatos nacionais) foi composto nesta ordem: 1. Samson Costa (CFP); 2. Ivan Amorim (CFP); 3. Paulo Frota (FBS). Nos 2,5 km de Sines, o pódio contou com os três mas com as posições trocadas: 1. Ivan Amorim; 2. Paulo Frota; 3. Samson Costa…este trielo está ao rubro neste escalão.

Soraia é tetra em Sines

Ela já tinha feito algo inédito na edição do ano passado, ou seja, ser tri-campeã na Baía de Sines. Agora, Soraia Ribeiro (Estrelas de São João de Brito) é tetra campeã da prova do litoral alentejano.

O pódio absoluto feminino foi muito diversificado em termos etários. Soraia Ribeiro foi a campeã absoluta (e obviamente sénior), Alexandra Frazão (Individual) foi a vice-campeã absoluta e campeão juvenil e Inês Martins (Fluvial Portuense) fechou o pódio absoluto, vencendo o escalão de juniores

A acompanhar Soraia no pódio sénior ficou a nadadora do Clube Naval Setubalense, Sofia Piteira, completando o pódio, uma vez que foram as duas únicas seniores que terminaram a prova.

O pódio júnior foi ocupado por Inês Martins no lugar mais alto, acompanhada por Melissa Lopes, do clube da casa, na posição de prata e por Joana Amaral (ISMA) na posição de bronze.

Em juvenis, e a secundar Alexandra Frazão, ficou a vice-campeã nacional Júnior-C dos 5 km, Ana Rita Queiroz (Fundação Beatriz Santos), e Beatriz Carvalho, do Clube de Natação de Rio Maior.

Mauro Inácio e Marina Zaborskaya vencem em Master

Os masters também nadaram a distância oficial. Os nadadores menos jovens estavam divididos em 4 escalões (A+B, C+D, E+F, G+H). Entre todos os participantes foi Mauro Inácio (CNLA) e Marina Zaborskaya (Ferreiras) que chegaram à frente. Os pódios completos foram os seguintes:

Femininos:

Fonte: CNLA

Masculinos:

Fonte: CNLA

Classificação por equipas

Feitas as contas à prova oficial dos 2500 metros, a Fundação Beatriz Santos acabou por amealhar mais pontos, ficando o top-5 assim ordenado:

  1. Fundação Beatriz Santos
  2. Clube de Natação do Litoral Alentejano
  3. Sport Algés e Dafundo
  4. Associação Desportiva, Recreativa e Cultural Colégio Integrado Monte Maior
  5. Associação de Nadadores dos Estoris

Em casa manda quem lá mora

As provas de 400 e 1000 metros eram abertas a quem quisesse participar, numa excelente iniciativa de promoção da modalidade junto de quem tem maior ou menor afinidade com ela. Assim, participaram nas duas distâncias, populares e nadadores federados que, quem sabe, se em próximas edições estarão a competir na distância oficial.

Os nadadores do CNLA, motivados por nadarem em casa, aplicaram-se a fundo e não deixaram nada para ninguém! Vitória para nadadores do CNLA nos 400, e nos 1000 metros, quer em masculinos, quer em femininos.

Nos 1000 metros foi a jovem Nicoleta Lascu a vencedora absoluta da prova, fazendo a dobradinha com a sua colega de equipa, Madalena Correia, que ficou no 2º posto. Filipa Figueiras, do Atlético Clube de Montemor-o-Novo (ACMN), fechou o pódio.

Na prova masculina, foi também um nadador da casa mas a nadar como individual que venceu a prova. Nélson Malheiros superiorizou-se a dois nadadores do Clube Avançados do Estádio Universitário de Lisboa: André Santos que ficou com o segundo posto e Pedro Biscai que chegou em 3º.

Na prova mais curta, Inês Mascarenhas foi a grande vencedora em mais uma dobradinha para o CNLA: Marta Marques foi a segunda classificada. Érica Sousa, do ACMN ficou no terceiro lugar.

Em masculinos foi Francisco Correia a fazer as honras da casa e levar o CNLA ao lugar mais alto do pódio. Seguiu-se Guilherme Alves (ACMN) e André Pinto (CNLA).

Uma aposta ganha

A estreia da Prova de Mar da Baía de Sines no Circuito Nacional de Águas Abertas foi, sem dúvida, um sucesso. Tanto a nível competitivo como a nível organizativo. De realçar a colaboração de várias entidades locais como a Associação de Bombeiros Voluntários de Sines, a Administração do Porto de Sines, a Capitania do Porto de Sines, o Clube Náutico de Sines, o Resgate – Associação de Nadadores Salvadores do Litoral Alentejano, o que mostra que este evento é verdadeiramente um desígnio da cidade.

Ainda apoiaram a prova as seguintes entidades: Clínica Herbanatur, Náutica Mascarenhas, Cafés Delta Embarcação Sineira, Embarcação Estrela do Mar, Ludimar, Santa Casa Misericórdia de Sines e Aqualoja

Numa nota divulgada no facebook, a organização agradece a presença dos 150 nadadores e respectivas equipas, esperando contar com estes e mais nadadores na 15ª edição.

Até lá!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter