20 Fev, 2018

Terceira jornada do Campeonato Nacional decorre sem surpresas

José NevesNovembro 9, 20178min0

Terceira jornada do Campeonato Nacional decorre sem surpresas

José NevesNovembro 9, 20178min0
A terceira ronda do Campeonato jogou-se ao longo da última semana. As equipas que lideravam mantém-se no topo, à excepção do FC Porto que tem jogo em atraso.

Numa jornada ainda incompleta (o FC Porto vs Juventude Viana apenas se realiza a 21 deste mês), as equipas que lideravam o campeonato com registo 100% vitorioso voltaram a triunfar. Destaque para Sporting e Benfica que venceram os seus jogos sem sofrer golos, apesar das várias ocasiões criadas pelos respectivos oponentes.


Duelo de leões sorriu ao de Alvalade

Sporting CP 6-0 SC Tomar

Encontro de leões no Pavilhão João Rocha, ambos vindos de encontros frente a equipas francesas nas competições europeias mas com sortes distintas, os de Alvalade bateram por 6-1 o Quévert na Liga Europeia, os de Tomar empataram em casa frente ao Mérignac a 4 bolas para a Taça CERS. E a equipa verde e branca que viajou da cidade templária conseguiu fazer frente ao Sporting nos primeiros 25 minutos, sofrendo o primeiro apenas a dez minutos do intervalo mas consentindo ainda um segundo golo a cerca de 30 segundos do término do primeiro tempo em situação de underplay. Um golo que acabou por ter uma grande importância dando uma maior tranquilidade ao Sporting que na segunda parte entrou mais desinibido e acabou naturalmente por chegar a uma vitória por números contundentes.

Águias tiveram de suar para conquistar a vitória

SL Benfica 4-0 HC Turquel

Jogo entre duas equipas que também competiram para as competições europeias no passado fim de semana, e curiosamente também ambas com oponentes oriundos do mesmo país, o Benfica goleou os suiços do Montreux por 14-2 enquanto o HC Turquel deslocou-se à Suiça onde venceu o Genève por 3-5. Num jogo em que os dois guarda-redes estiveram em plano de evidência, o Turquel entrou em campo a pensar nos 3 pontos e muito bem organizado defensivamente, manteve o nulo até ao intervalo tendo as melhores oportunidades da primeira parte sido protagonizadas pelos jogadores turquelenses. No segundo tempo, e beneficiando de um cartão azul a Daniel Matias, a equipa da casa chegou finalmente ao golo que não só lhe deu tranquilidade como confiança, até final um livre directo, um raro erro defensivo da equipa da “Aldeia do Hóquei”, e uma situação de powerplay levaram ao 4-0 final.

Braga complicou mas Oliveirense não vacila

UD Oliveirense 4-2 HC Braga

Jogo em Oliveira de Azeméis na ressaca da jornada europeia em que a equipa de Tó Neves recebeu e venceu os alemães do Iserlohn por 8-1. Desta vez, para o campeonato, o adversário era o HC Braga, equipa que procurava o primeiro ponto na competição. E acabou mesmo por ser a equipa visitante a entrar melhor e a adiantar-se no marcador nos minutos inaugurais, mostrando que apesar das diferenças entre as duas equipas na tabela classificativa, o Braga pretendia levar pontos desta viagem até Oliveira de Azeméis, ainda assim até ao intervalo a equipa da casa haveria de dar a volta e levar um 2-1 no regresso às cabines. Mas o Braga ainda não estava derrotado, novo golo nos primeiros minutos, desta vez do segundo tempo, voltava a colocar os bracarenses em posição de igualdade no marcador, até final as bolas paradas decidiram o jogo com o Braga a falhar o único livre directo de que dispôs e a Oliveirense a marcar de grande penalidade e de livre directo, confirmando um a vitória bastante suada frente a uma equipa de Braga que mostrou valer mais do que a posição que ocupa.

Barcelos bate Valongo e matém-se no topo

OC Barcelos 5-3 AD Valongo

O OC Barcelos 100% vitorioso e vindo de uma goleada para a Taça CERS diante dos suiços do Uttigen por 12-3, esperava perante o seu público manter-se entre os líderes do campeonato, do outro lado estava uma equipa do Valongo que vinha da primeira vitória na competição e pretendia manter-se na rota dos bons resultados. E com uma entrada fulgurante na partida a equipa do Valongo colocou-se logo a vencer por 2-0 com os dois golos marcados nos primeiros 4 minutos da partida, ainda assim a equipa da casa não desanimou e marcou logo no minuto seguinte reduzindo para 1-2, resultado que se verificava com apenas 5 minutos de jogo mas que perduraria até ao intervalo. A emoção estava reservada para o segundo tempo que contou com 5 golos e 6 cartões azuis, foram 7 no total dos 50 minutos, ainda que todos os livres directo tenham sido desperdiçados por ambos os conjuntos. A incerteza no resultado manteve-se até ao minuto 47 onde João Guimarães e Hugo Costa, então com o placard em 3-3 marcaram o 4º e 5º golos da equipa barcelense em cerca de 40 segundos carimbando a vitória do OC Barcelos que segue assim no grupo de líderes do campeonato.

Primeira vitória ao terceiro jogo para Paço de Arcos

CD Paço de Arcos 6-4 Valença HC

O primeiro jogo da jornada, disputado na passada semana por consequência da jornada europeia da equipa valenciana, viu o Paço de Arcos responder da melhor forma à pesada derrota sofrida dias antes em Turquel e amealhar os primeiros pontos no campeonato. Num jogo com várias ocorrências disciplinares, foram assinalados 5 penaltys e 3 livres directos, apesar de nenhuma das equipas ter chegado à marca das 10 faltas de equipa. Foram ainda mostrados 5 cartões azuis, todos a jogadores do Valença, sendo que aos 18 minutos de jogo já a dupla de arbitragem havia punido por quatro ocasiões os jogadores da equipa minhota, o que permitiu à equipa da linha chegar a uma vantagem de 3-0 marcando todos os golos em situação de powerplay. Até ao final dos primeiros 25 minutos o Valença ainda haveria de reduzir na marcação de uma grande penalidade. O segundo tempo iniciou com mais três situações de penalty a favorecer a equipa visitante, com o Valença a marcar em duas dessas ocasiões e a empatar a partida aos 35 minutos de jogo, até final não se registaram mais situações de bola parada, apesar de ainda ter saído um vermelho do bolso do árbitro para um elemento da equipa técnica do Valença. A equipa do Paço de Arcos foi mais forte nos derradeiros minutos e confirmou a sua primeira vitória no campeonato.

Infante melhor que Grândola conquista os primeiros pontos

C Infante Sagres 6-4 HCP Grândola

No único jogo que não envolveu equipas europeias, e por isso foi o único realizado no fim de semana, encontraram-se duas equipas no fundo da tabela também elas à procura dos primeiros pontos. Numa primeira parte dividida, e apesar de ter sido o Infante a marcar primeiro, foram os alentejanos a regressar aos balneários em vantagem por 1-2. No segundo tempo o Grândola ampliou a vantagem e parecia que os estreantes na primeira divisão iriam celebrar os primeiros pontos na divisão máxima do hóquei em patins nacional. Mas com uns 8 minutos demolidores a equipa da casa marcou por 4 vezes e virou o resultado a seu favor, até final o Grândola ainda reduziu de grande penalidade e desperdiçou um lance de livre directo, tendo o Infante Sagres marcado o 6-4 já nos instantes finais.

 

Os dados da Jornada

Cinco da Jornada:

Ângelo Girão (Sporting CP), Gonçalo Nunes (CD Paço de Arcos), João Guimarães (OC Barcelos), João Souto (UD Oliveirense), João Pinto (Sporting CP)

A Figura:

João Pinto (Sporting CP) – O internacional angolano foi o grande impulsionador da goleada do Sporting perante o Tomar, marcou por três ocasiões, incluindo os dois primeiros golos da turma leonina, que faziam a diferença no marcador ao intervalo e que permitiram à sua equipa encarar a segunda parte com maior serenidade.

Números da jornada:

0– Sporting e Benfica foram as primeiras equipas a manter a baliza inviolável durante um jogo.

20– Cartões azuis mostrados nos 6 jogos realizados nesta jornada.

100– Percentagem de vitórias caseiras nesta jornada. Todos os jogos terminaram com vitórias para os visitados.

Melhores Marcadores do Campeonato:

Gonçalo Nunes (CD Paço de Arcos) – 8 Golos

Jordi Adroher (SL Benfica) – 6 Golos

Vasco Luís (HC Turquel) / Hélder Nunes (FC Porto) / Ricardo Oliveira “Caio” (Sporting CP) – 5 Golos

Gonçalo Nunes destaca-se no topo da lista de goleadores (foto: HC Turquel / Carmo Honório)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter