20 Fev, 2018

Muito (pouca) Importância do Andebol

João de MatosSetembro 28, 20173min1

Muito (pouca) Importância do Andebol

João de MatosSetembro 28, 20173min1
Porquê é que o andebol em Portugal não tem a visibilidade que merece? Como resolver este problema entre outros? O Fair Play procura respostas e soluções para o problema

De 1996 até 2014, muita coisa mudou no desporto federado, mas não no futebol. Aquele que é o desporto rei em Portugal nunca em oito anos foi ultrapassado por outra modalidade desportiva. No total são 158 mil praticantes e representam um terço de todos os portugueses que estão filiados numa federação.

Para quem não sabe, o andebol é das 5 modalidades em Portugal com mais atletas federados, para além de ser um desporto anaeróbio e também bastante benéfico para a nossa saúde uma vez que trabalhamos todo o nosso corpo.

Queimando cerca de 750 calorias por hora de treino, o andebol é um grande aliado da saúde. Melhora a circulação sanguínea, a capacidade cardiorrespiratória, a musculatura de todo o corpo e exige atividade de diversos músculos.

É preciso ter cuidado, porém, com a possibilidade de lesões fortes devido aos impactos e movimentos repetitivos. Além disso, este desporto promove um aprimoramento da coordenação motora, traz benefícios psicossociais por ser uma prática coletiva e torna a mente mais rápida, ágil e objetiva.

Fonte: maisfutebol.iol.pt

Em 1996, em Portugal existiam 17.386 mil atletas federados em andebol, hoje em dia são 50.244 mil.

O andebol em Portugal tem vindo a evoluir a passos largos, devido aos maiores investimentos das principais equipas do campeonato nacional de Andebol 1, como o Sport Lisboa e Benfica, FC Porto e principalmente o Sporting Clube de Portugal com aquisições de jogadores bastante cotados como Carlos Ruesga que já jogou num dos melhores clubes do mundo que é o Barcelona, e também Tiago Rocha, pivot português que esteve durante 3 épocas a vestir a camisola do Wisla Plock, equipa polaca habituada a grandes palcos como a EHF Champions League.

Fonte: HandballWorld

Como referi em cima, o andebol em Portugal está a ser cada vez mais competitivo e a ser visto lá fora como uma boa e disputada liga. Desde há uns anos para cá, sensivelmente 3, uma equipa portuguesa tem tido presença na liga dos campeões de andebol, com ao longo destes 3 referidos anos, FC Porto, ABC e Sporting garantido a passagem à fase de grupos da EHF Champions League. Com Portugal a ocupar a 34ª posição do Ranking mundial da IHF (Internacional Handball Federation) apenas uma equipa tem oportunidade para garantir a entrada na fase de grupos da liga dos campeões tendo ainda que disputar um jogo de playoff, e caso vença garante a presença na prestigiada prova europeia.

Embora tanta popularidade das nossas equipas e com prestações e exibições de luxo e merecedoras de atenção, porque continua o andebol no nosso pais um desporto que é passado de despercebido?

Há muito poucas transmissões dos jogos do campeonato nacional de Andebol 1, apenas a TVI 24 transmitem, assim como a AbolaTv, apenas os jogos grandes, como um Benfica vs Sporting ou Porto vs ABC, não há uma assídua transmissão de vários jogos do campeonato e não apenas os clássicos. Em termos de comunicação social, há um défice muito grande de partilha de informação e de exposição da atualidade do andebol em Portugal.

A missão do Fair Play é trazer a todos os seus leitores desporto com opinião e tentar ao máximo fazer chegar a atualidade do mundo do andebol nacional e internacional.  Para que todos os amantes da modalidade possam encontrar no FairPlay o seu tempo de leitura útil e oportuno da modalidade mais bela do mundo, o andebol.

 


One comment

  • Adelino Gomes

    Setembro 28, 2017 at 10:20 pm

    A visibilidade/divulgação do Andebol passa por uma presença nas escolas ( campeonatos bem organizados ) , por investimento nos Distritos sem Andebol ou inexpressivo ( Ex: de Beja , Évora ,Santarém, Coimbra( 1 clube), Guarda (2 Clubes ) , Vila Real e Bragança. Mais de metade do nosso território não terá mais que 20 clubes !!
    E os Grandes clubes e grandes clubes da Formação fornecerem conteúdos ou permitir recolha de conteúdos para que surja um canal Andebol com o Alto Patrocinio da FPA e com regularidade diária se vejam jogos e treinos de todos os escalões e Divisões.
    Tanto se pode fazer , com relativamente pouco, se todos os clubes , FPA e operadores TV o pretendam . Em breve seguramente surgirão mais atletas, melhores atletas,mais assistência, mais interesse dos media , mais receita , e isto leva a que “bola” cresça!!

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter