17 Dez, 2017

Uma pole esperada

Luís PereiraAgosto 27, 20163min0

Uma pole esperada

Luís PereiraAgosto 27, 20163min0

Pole fácil e esperada para Nico Rosberg, a 28ª da carreira; Hamilton parte do fundo da grelha; Max Verstappen em 2º, em mais uma excelente qualificação, torna-se o mais jovem de sempre na linha da frente; Raikkonen em 3º, na frente de Vettel, completa o top 3.

Nico Rosberg conseguiu a pole, sem surpresa, no Grande Prémio da Bélgica. Com Hamilton fora da luta pela pole, era de esperar que fosse o alemão da Mercedes que fosse conseguir o 1º lugar da grelha de partida, para a corrida de amanhã.

Uma vez que Hamilton não estava em condições de lutar pela pole, coube à Red Bull e à Ferrari colocar pressão sobre Rosberg. Quem mais se aproximou foi Max Verstappen, a nova estrela da F1 conseguiu o 2º lugar da grelha, a sua melhor qualificação de sempre, e vai ser o mais jovem de sempre a largar da frente da grelha. Em 3º ficou Kimi Raikkonen, que achou que tinha andamento para a pole, mas cometeu um erro, ficando à frente do colega de equipa, Vettel.

A Q1 teve dois clientes pouco habituais, Alonso e Hamilton. Alonso nem sequer uma volta lançada fez, com problemas na unidade motriz Honda, a 2ª do fim de semana. Hamilton apenas cumpriu uma volta, para o deixar entre os colocados em voltas lançadas, na regra dos 107%. Esta situação não foi muito negativa para ambos, já que eles têm de cumprir uma penalização de imensos lugares na grelha de partida. Por isso, ambos sabiam que tinham os últimos lugares reservados para ambos. Quem também se ficou pela Q1 foi Daniel Kyat, com a performance do Toro Rosso a acusar cada vez mais a falta de desenvolvimento dos motores Ferrari do ano passado.

A Q2 correu sem grandes surpresas, mas com uma certeza, de que a Q3 estava reservada para as equipas com motores Mercedes, Williams e Force India, mas com uma presença inesperada, a de Jenson Button, no seu McLaren-Honda, na Q3. No ano passado a McLaren não conseguiu passar da Q1, mas parece que as melhorias trazidas pelos japoneses para a Bélgica, fez a diferença.

Na Q3 a luta pelos lugares cimeiros foi disputada, mas nunca pareceu que Rosberg estava em perigo. O alemão conseguiu assim a 28ª pole da carreira, à frente de Verstappen e Raikkonen, com Vettel em Ricciardo a completar o top5.

A corrida de domingo promete ser intensa, com os olhos a estar em Hamilton, para ver até onde consegue o britânico recuperar. Na frente, será interessante ver se Rosberg terá uma caminhada fácil, já que os Red Bull se mostraram rápidos durante todo o fim de semana e já se viu que Verstappen não é daqueles que se contenta com 2ºs lugares no pódio.

Qualificação:

sem nome
(Foto: formula1.com)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter