20 Nov, 2017

3 Reforços da Ekstraklasa Para os Grandes

Francisco da SilvaJunho 30, 20175min0

3 Reforços da Ekstraklasa Para os Grandes

Francisco da SilvaJunho 30, 20175min0

Numa altura em que a globalização de ativos futebolísticos tem contribuído grandemente para a sua valorização, afastando cada vez mais talentos precoces da América do Sul, a Polónia emerge como um campo de recrutamento de excelência. Sugerimos 3 possíveis estrelas da Ekstraklasa que podiam enriquecer o plantel dos 3 Grandes de Portugal.

A relação futebolística entre Portugal e a Polónia é bastante extensa e caracterizada por altos e baixos, como já anteriormente descrito em detalhe aqui. No entanto, todos os anos surgem em solo polaco talentos capazes de dar qualidade à Liga Portuguesa, contudo, nem sempre os maiores clubes portugueses olham para a Ekstraklasa com a devida atenção, para gáudio dos seus congéneres alemães e italianos. Nesta lista incluímos 3 sugestões heterogéneas: 3 posições, 3 nacionalidades.

Vadis Odjidja-Ofoe


Posição:
Médio centro / Médio defensivo / Médio ofensivo
Idade: 28 anos (21 de Fevereiro de 1989)
Nacionalidade: Belga
Clube: Legia Warsaw

Odjidja-Ofoe, outrora um dos médios mais promissores da seleção dos Diables Rouges, não é um completo desconhecido para aqueles que seguem atentamente o futebol no coração da Europa há vários anos. Monstro, artista, sábio, muitas são as qualidades futebolísticas atribuídas ao belga formado no Anderlecht. No entanto, após prometer muito e rumar a terras de Sua Majestade sem grande sucesso, Odjidja-Ofoe aterrou em Varsóvia na tentativa de ressuscitar a sua carreira. Em boa hora o fez. O centrocampista belga foi unanimemente considerado o melhor jogador da Ekstraklasa (e logo na sua época de estreia!), somando assistências, balançando as redes adversárias e consolidando-se como o jogador mais valioso da competição (31 encontros, 4 golos e 12 assistências).

Aos 28 anos, Odjidja-Ofoe atingiu o clímax competitivo da sua carreira. Além de ter espraiado as suas qualidades físicas e técnicas de forma inquestionável, o centrocampista ganhou em Varsóvia a mentalidade e maturidade futebolística que lhe tem faltado ao longo dos anos. Neste momento, Odjidja-Ofoe é um alvo bastante apetecível para qualquer Grande português, não só pelo seu passe estar avaliado em 5 milhões de euros, como também pela presença física, sapiência tática e qualidade nos processos defensivos/ofensivos que o versátil médio belga pode oferecer.

Vadis Odjidja-Ofoe | Fonte: echodnia.eu


Dawid Kownacki


Posição:
Avançado centro
Idade: 20 anos (14 de Março de 1997)
Nacionalidade: Polaca
Clube: Lech Poznan

Se há talento que os Grandes portugueses deviam de prestar urgentemente atenção, é definitivamente a Kownacki. O striker de 20 anos fez toda a sua formação nas escolas do Lech Poznan, tendo-se estreado com apenas 16 anos (!) na Ekstraklasa, onde rapidamente firmou créditos e chamou a atenção para os scouters internacionais. Kownacki, apesar da sua tenra idade, é um avançado evoluído em vários aspetos do jogo: sabe jogar bem de costas para a baliza, sabe quando deve recuar no terreno para iniciar o processo ofensivo, sabe estar no sítio certo e à hora certa nas imediações da área adversária. Por outro lado, Kownacki é um jogador móvel e versátil, quer por marcar golos com qualquer uma das suas munições (pé esquerdo, pé direito ou cabeça), quer por ser capaz de descair com qualidade para uma das alas do ataque.

Aos 20 anos de idade, os 9 tentos apontados e as 3 assistências acumuladas na época transata aguçam o apetite de vários tubarões europeus, que observam e concorrem pelo avançado polaco. Contudo, devido ao seu valor de mercado (1,5 milhões de euros), Kownacki seria um talento bastante aliciante para qualquer um dos Grandes portugueses que procura um striker capaz de render desportivamente no imediato e de proporcionar uma transferência milionária nos próximos anos.

Dawid Kownacki | Fonte: primocanale.it


Guti


Posição:
Defesa central
Idade: 26 anos (29 de Junho de 1991)
Nacionalidade: Brasileira
Clube: Jagiellonia Bialystok

Gutieri Tomelin, conhecido no mundo do futebol como Guti, é em tudo semelhante a um compatriota seu, Felipe (FC Porto). Brasileiro, alto, defesa central e com uma fabulosa capacidade de sair da sua zona de conforto e brilhar. Logo na sua primeira experiência futebolística fora do Brasil, Guti chegou a Bialystok e não demorou muito a impor-se como pedra basilar da equipa do Jagiellonia. O brasileiro, formado no Figueirense, é um belo protótipo de central moderno: rápido, fortíssimo no jogo aéreo, boa condução de bola e capacidade de liderar o setor defensivo.

Aos 26 anos, a maturidade e a qualidade deste central brasileiro tornam-no num reforço bastante interessante para um Grande português, que procure assegurar a consistência defensiva do seu reduto mais recuado. Mantendo a mesma capacidade de adaptação demonstrada na Polónia, Guti entraria facilmente nas escolhas de Vitória, Jesus ou Conceição, por tudo aquilo que pode oferecer em termos de jogo aéreo, antecipação, bolas paradas e comando na grande área. Avaliado em 700 mil euros, seria uma contratação de baixo risco financeiro e provável retorno desportivo.

Guti | Fonte: mp9sports.com


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Posts recentes



Newsletter


Categorias


newsletter