21 Ago, 2017

Liga MX – 3 Reforços para os Grandes

Bruno DiasJulho 1, 20175min0

Liga MX – 3 Reforços para os Grandes

Bruno DiasJulho 1, 20175min0

Nos últimos anos, o México e a Liga MX têm fornecido vários jogadores de alto nível aos grandes portugueses. O talento mexicano é de grande qualidade e continua a surgir em catadupa no país. Sugerimos aqui 3 possíveis “craques”, que poderão ser os próximos a brilhar na nossa liga.

Miguel Layún, Héctor Herrera, Jesús Corona, Raúl Jiménez. O México começa a estar presente de forma relevante no nosso campeonato, e com isso, o valor que é dado ao jogador mexicano e ao talento que vem da Liga MX tem aumentado. Apesar de ser uma liga que vende caro, é cada vez mais um local que oferece garantias de qualidade. A qualidade técnica, aliada à alta rotação de jogo e a alguns laivos de criatividade e virtuosismo, são traços característicos do jogador mexicano, que muito pode render num futebol europeu necessitado desse tipo de aspectos.

Aqui, poderão encontrar 3 sugestões para 3 sectores diferentes do terreno, com todos os jogadores aqui sugeridos a serem ainda jovens.

Nicolás Castillo

 

Posição: Avançado

Idade: 24 anos (14 de Fevereiro de 1993)

Nacionalidade: Chileno

Clube: UNAM Pumas

Já associado a clubes portugueses neste defeso (nomeadamente, ao Benfica), Nico Castillo é um jogador já conhecido no panorama futebolístico há algum tempo. Formado no Universidad Católica, cedo demonstrou uma apetência acima da média para o golo. Em 2014, rumou ao Club Brugge, da Bélgica. No entanto, talvez por ser ainda um jogador jovem, com uma personalidade forte e nem sempre fácil de gerir, a sua adaptação ao futebol europeu não correu da melhor forma, com sucessivos empréstimos a Mainz e Frosinone. Regressou então à América do Sul e à Universidad Católica, onde voltou a render, com 24 golos em 23 jogos. No último ano, ingressou a título definitivo no Pumas, onde continuou a sua boa forma, com 8 golos em 11 jogos.

Avançado de área, Castillo destaca-se pelo seu apurado faro de golo. Finaliza com qualidade, sobretudo com os pés, e possui também um remate portentoso. Não é um jogador com grande versatilidade, procurando sempre jogar perto da área, como a referência mais adiantada da equipa. No entanto, é aguerrido e combativo, e capaz de ajudar a equipa no momento defensivo. Seria uma excelente opção para o ataque de qualquer um dos “grandes” portugueses.

 

Raúl López

 

Posição: Lateral Direito

Idade: 24 anos (23 de Fevereiro de 1993)

Nacionalidade: Mexicano

Clube: Pachuca

Lateral formado no Chivas Guadalajara, um dos principais emblemas mexicanos, chega ao Pachuca por empréstimo em Julho de 2016, tendo assinado definitivamente com o clube em Janeiro de 2017. Raúl “Dedos” López é já internacional A mexicano, e um dos jogadores do sector mais recuado que mais impressiona na Liga MX.

Jogador polivalente, já tendo actuado em ambas as laterais, como médio-ala ou inclusive no corredor central, como médio interior, Raúl López destaca-se pela sua clara propensão ofensiva, assente numa qualidade técnica bastante razoável e numa capacidade física claramente acima da média, que lhe permite fazer o corredor direito durante 90 minutos, sempre com grande dinâmica e intensidade. Talvez por também actuar no corredor central, é um jogador que procura regularmente movimentos interiores quando joga como lateral direito, seja para assistir os companheiros ou para procurar aplicar o seu forte remate. Defensivamente, apresenta-se como um jogador sólido, consistente, bastante capaz no 1×1 e com capacidade para lutar pelas bolas aéreas, fruto também da sua altura (1,84m).

 

Orbelín Pineda

 

Posição: Médio Centro (“8”)

Idade: 21 anos (24 de Março de 1996)

Nacionalidade: Mexicano

Clube: Chivas Guadalajara

É uma das “coqueluches” recentes da Liga MX. Claramente o jogador com o valor de mercado mais elevado entre estes 3, mas também aquele que maior potencial e margem de progressão apresenta. Orbelín Pineda é um médio do Chivas Guadalajara, que o adquiriu em Janeiro de 2016 ao Querétaro, clube onde se formou. Com apenas 21 anos, feitos em Março, é já um dos melhores jogadores do campeonato, e certamente um daqueles que mais impacto teve no último ano do futebol mexicano.

Médio “box-to-box“, com qualidade na grande maioria dos momentos do jogo e com intensidade máxima em todas as suas acções, Pineda é capaz de influenciar o jogo em termos defensivos e ofensivos. Por possuir uma qualidade técnica acima da média, bem como alguma criatividade e qualidade no transporte de bola e no 1×1, é ocasionalmente utilizado mais adiantado no terreno, seja como médio ofensivo ou até como médio-ala. É também um médio com boa chegada à área, e com um remate potente e colocado. O seu perfil, em termos gerais, relembra-nos o de Enzo Pérez, argentino que brilhou no Benfica. No entanto, Pineda será até mais talentoso do ponto de vista ofensivo, e não demorará muito até que venha explanar todo o seu talento para a Europa. 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter