24 Fev, 2018

Os ex-campeões Lille com os dias contados na Ligue 1?

José Nuno QueirósNovembro 24, 20178min0

Os ex-campeões Lille com os dias contados na Ligue 1?

José Nuno QueirósNovembro 24, 20178min0
Campeões em 2011, mas agora vivem no penúltimo lugar da liga. Já se questiona o futuro de Bielsa e da equipa do Lille. Mas afinal o que tem corrido mal?

O Lille está neste momento no penúltimo lugar da Liga francesa, a equipa treinada por Bielsa não está a ter um campeonato ao nível do que se exigia à equipa depois de 65 milhões de euros investidos. Aqui vamos analisar o que tem acontecido com os ex-campeões franceses em 2011.

Início Atribulado

A primeira jornada da liga até correu bem para o Lille que mostrou toda a sua força e garantiu um triunfo por 3-0 frente ao Nantes do sensacional Ranieri. Neste jogo, a equipa orientada por Bielsa entrou em campo num 4x2x3x1, dando uma enorme preferência ao jogo interior, vulgarizando assim a equipa visitante.

Só que depois de conquistados estes três pontos tudo mudou, com a equipa a passar 9 jogos sem conhecer o sabor da vitória. Quase 3 meses onde o Lille acumulou 6 derrotas e 3 empates, e alguns destes desaires foram inclusive bastante surpreendentes como o 3-0 na casa do Estrasburgo; para além disso o Lille só marcou em dois desses jogos – no empate a 2 com o Troyes e no 1-1 na visita ao Angers. Aliás, a equipa de Bielsa nunca perdeu nos jogos em que conseguiu marcar golos, tendo já 7 derrotas, todas elas sem qualquer tento por parte dos jogadores do Lille.

Uma imagem pouco vista esta época [Foto: But The Game is On]

Mês de Novembro animador

Começou um novo mês e parecia que tinha aparecido um novo Lille, duas vitórias seguidas frente ao Saint-Étienne e ao Metz, esta última sem golos sofridos, mas na última jornada a equipa regressou às derrotas e logo de maneira pesada, 3-0 em casa do Amiens SC, um resultado doloroso, mas que a equipa de Bielsa quer inverter já amanhã (dia 25 Novembro) na visita ao Montpellier.

Inconsistência tática

Toda a gente já conhece Bielsa, ou “El loco”, como é conhecido no mundo do futebol. O treinador argentino já admitiu que é um “devorador” de tudo o que está relacionado com o futebol, tendo inclusive revelado que tem televisões no carro para conseguir ver futebol mesmo enquanto viaja. Toda esta obsessão faz dele um génio da tática, mas isso não tem tido um grande impacto na sua nova aventura.

Bielsa não gosta de ter um sistema tático definido, preferindo um estudo minucioso do futebol do adversário e optando por contrariar os pontos fortes da outra equipa. Isto fez que já se tenha visto o Lille em 4x2x3x1, em 4x1x2x3, em 4x5x1, em 5x4x1, e em 3x4x3.

E analisando os resultados obtidos parece-nos claramente que o Lille se dá melhor a jogar em 4x2x3x1 ou em 4x5x1 (aqui deixa de jogar tão fechado no meio e abre mais o jogo introduzindo dois alas), as duas táticas onde conseguiu as 3 vitórias e os 2 empates. Este sistema é  facilmente visto como a melhor solução principalmente, quando analisamos as exibições com outros sistemas táticos. Quando se fechou demasiado atrás não foi capaz de parar o poderio ofensivo adversário (4-0 com o Mónaco, mesmo tendo 5 defesas) e quando colocou mais homens na frente e deixou a defesa com 3 jogadores atrás perdeu 2-0 com o Caen em casa.

Seria mais benéfico ao Lille criar um modelo que favoreça os seus jogadores, em vez de andar atrás do que o adversário vai fazer, desta forma a equipa começa a jogar de uma maneira proativa e não reativa ao jogo adversário como tem acontecido.

Demasiadas alterações defensivas

Devido às alterações táticas que já fomos falando, é fácil perceber que esta equipa do Lille roda os seus jogadores na defesa com bastante frequência, mas mesmo nos jogos em que mantém 4 defesas, as alterações são demasiadas, não só na troca de jogadores de forma direta, como a colocar os jogadores em várias posições diferentes.

Só para ter uma ideia, com 13 jogos realizados no campeonato, o português Edgar Ié já jogou a defesa direito, a defesa esquerdo e a defesa central!

Já tivemos o Lille a jogar com Malcuit na direita, Edgar Ié e Alonso no centro e Toure na esquerda, sendo que depois, Edgar Ié foi para a esquerda, entrando Amadou para o meio. Noutro jogo, Toure entrou para o centro (para o lugar de Edgar Ié) e Amadou mudou para a esquerda. Demasiado confuso? Nós aqui também ficámos. Veja no quadro abaixo para simplificar as trocas que ocorreram em apenas três jogos.

3 jogos e 3 quartetos completamente diferentes, com jogadores a saltar posições.

Ora com tantas mexidas na defesa, quer com 5, quer com 4 ou 3 jogadores, e com os mesmos a fazer tantas posições, quebra-se uma das teorias mais conhecidas do futebol, que a defesa deve ser o setor com menos mexidas não forçadas numa equipa.

Fraca capacidade Ofensiva

Apesar dos números nos induzirem em erro, uma vez que o Lille tem já 12 golos marcados, o que comparativamente com as restantes equipas da Ligue 1 não é negativo, 9 deles apareceram nos 3 jogos em que o Lille ganhou o jogo, ou seja este Lille é uma equipa que quando se apanha em vantagem por norma ganha os seus jogos (só por uma vez não aconteceu com o empate a chegar aos 93’) , e parte até para resultados bem confortáveis (sempre que ganhou marcou 3 golos).

No entanto, o Lille é uma equipa que reage normalmente mal às desvantagens, só conseguiu reagir em dois jogos, não conseguindo normalmente desmontar a solidez defensiva das equipas que se apanham a ganhar as partidas.

A equipa que tem em Pepe o seu melhor marcador com 3 golos, até nem começou com o costa marfinense a titular, mas este tem vindo a ser o “abono de família” da equipa francesa, que precisa de mais soluções ofensivas. Preville até começou muito bem a época, mas tem vindo a perder qualidade, estando agora a começar a surgir Luiz Adriano como solução.

Juventude e alguma Imaturidade

Esta equipa do Lille é extremamente jovem com uma média de idades situada nos 21 anos, se olharmos para todos os jogadores do plantel que já estiveram em campo, verificamos que os dois jogadores mais velhos tem ambos 26 anos. Isto leva a que muitas vezes a equipa sinta falta de alguém experiente no campo.

Esta imaturidade nota-se nas expulsões que já aconteceram esta época, o número já vai em 4! 3 destas expulsões foram vermelhos diretos e apenas uma foi por acumulação de amarelos.

Por aqui se vê alguma imaturidade mesmo nos jogadores mais valiosos da equipa como é o caso de Edgar Ié que custou 5M de euros e Thiago Maia que com 20 anos chegou por 14,5M de euros.
 A imaturidade continua presente na queda emocional que acontece quando a equipa está em desvantagem e no apetite enorme para marcar golos que a equipa sente quando está a ganhar, mostrando que jogam pouco com o resultado e com a cabeça, tendo uma má gestão dos momentos do jogo.

Bielsa com os dias contados

As notícias mais recentes apontam para um choque e uma quebra nas relações do Lille com o seu treinador, e segundo se fala estão neste momento a ser estudadas as possibilidades de rescindir com o treinador por justa causa.

Esta instabilidade no clube e estas “novelas” à volta da equipa não são de todo aquilo que esta equipa jovem e extremamente emocional precisava. Fala-se que Bielsa está proibido de entrar no centro de treinos e portanto é expectável que a equipa não consiga lidar muito bem com a maneira como o seu treinador está a ser tratado, nem nos parece a nós que está atitude permita ao clube um regresso às vitórias.

Bielsa parece mesmo perto de sair pela porta pequena do Lille [Foto: O Jogo]

O que parece certo é que Bielsa não deve durar muito tempo em Lille, ainda não se fala em substitutos, mas caso se confirme a sua saída, quem ingressar no clube vai ter que trabalhar muito para inverter a situação futebolística.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter