21 Out, 2017

Super Liga Chinesa 2016 – Por onde andam alguns velhos conhecidos do futebol português? (Pt.2)

Ricardo LestreAgosto 9, 20168min0

Super Liga Chinesa 2016 – Por onde andam alguns velhos conhecidos do futebol português? (Pt.2)

Ricardo LestreAgosto 9, 20168min0

A Super Liga Chinesa (CSL) tem brindado o mundo do futebol com contratações sonantes e muitos dos recentes negócios têm como protagonistas vários atletas familiares. Depois de lançada a parte 1 deste artigo, o Fair Play lança a sua segunda e última peça sobre alguns velhos conhecidos do futebol português que actuam na China.

MATHEUS

Rápido, ágil e tecnicista. O atacante brasileiro que se destacou ao serviço do SC Braga – não menosprezando, obviamente, as suas passagens pelo Beira-Mar e Vitória FC – mantém muitas das suas qualidades intactas embora com menor fulgor, algo típico dos seus 33 anos de idade. As 5 temporadas com a camisola do Dnipro foram um claro sucesso. Matheus manteve um rácio interessantíssimo de jogos/golos, mas devido à situação instável económico-desportiva do clube ucraniano, decidiu dar um novo rumo à sua carreira livre de quaisquer custos. Segundo, sobretudo, os media internacionais, o PAOK de Salónica esteve muito perto de se tornar a sua próxima paragem. No entanto, a tentadora proposta efectuada pelo Shijiazhuang Ever Bright não deu muita margem de manobra ao atleta canarinho visto que, do ponto de vista financeiro, uma ida para a China seria muito mais rentável a médio-longo prazo. É colega de equipa de Rúben Micael e Mario Rondón, já referidos na parte 1 deste artigo, e a sua estreia não tardou em surgir. A experiência que imprime dentro de campo tem ajudado de forma significante uma formação que atravessa momentos extremamente delicados na vigente época. Soma, até ao momento, 486 minutos (7 jogos sob o estatuto de titular/suplente) 2 golos e uma assistência e a sua estadia em solo asiático será, ao que tudo indica, duradoura.

Rating Fair Play: 4/5

Foto: Sina Sports
Foto: Sina Sports

FREDY GUARÍN

Uma das transferências mais mediáticas da Super Liga Chinesa 2016 aquando do seu início. Frescas na memória dos adeptos portistas perduram as três épocas e meia do médio colombiano realizadas a um nível de excelência e culminadas com vários troféus. 12 milhões de euros a pronto oferecidos pelo Shanghai Greenland Shenhua retiraram Guarín do Inter de Milão numa altura em que a sua saída se badalava constantemente. A formação dos Diabos Azuis sofreu um forte investimento/remodelação no presente ano dada a fraca prestação levada a cabo por Francis Gillot em 2015, pretendendo regressar o mais rapidamente possível ao topo do futebol chinês. Para além de um milionário reforço no plantel, a equipa técnica também cambiou de rosto. Gregorio Manzano, reputado técnico espanhol, abraçou o desafio no maior rival do Beijing Guoan, seu anterior conjunto, e a chegada de Guaro teve o seu dedo. Peça fundamental no processo de construção do jogo, por todas as características que lhe são inerentes, e elemento intocável no onze inicial, Fredy Guarín tem vindo a adaptar-se – relativamente ao factor língua, Manzano e Gio Moreno, seu compatriota, têm sido cruciais – com êxito a uma diferente realidade. Os números totais à 20ª jornada falam por si: 1,780 minutos (20 jogos), 4 golos e 6 assistências.

Rating Fair Play: 5/5

Foto: hsbnoticias.com
Foto: hsbnoticias.com

ZAINADINE JÚNIOR

O defesa internacional moçambicano estabeleceu-se como um dos esteios do CD Nacional, na passada edição, após a aterrar na ilha da Madeira concretamente no ano de 2013. A fantástica ascensão não passou despercebida aos olhos do mundo e Zainadine Júnior nem chegou a completar a temporada com o emblema alvinegro ao peito. O valor apresentado pelo Tianjin Teda – 2 milhões de euros – foi impossível de rejeitar por muito que este se tratasse de um dos maiores activos às ordens de Manuel Machado. Tem sido bastante positiva a aventura de Zainadine na cidade de Tianjin ainda que na vertente colectiva o cenário não prime pela beleza. É certo que o arranque demonstrou algum nervosismo – um autogolo e vários erros defensivos – mas a sua posição, embora ameaçada pelo concorrente directo Aleksandar Jovanovic, está bem cimentada: 1,238 minutos (16 jogos), 2 golos e uma assistência.

Rating Fair Play: 4/5

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

RAMIRES

Juntamente com Guarín, Ramires vestiu a pele de reforço-bomba da Super Liga Chinesa 2016 ao trocar o Chelsea FC pelo Jiangsu Suning numa operação que rendeu cerca de 33 milhões de euros ao clube inglês. As críticas fizeram-se ouvir rapidamente e o certo é que a vida do incansável médio que despontara no Benfica não tem sido nada fácil. A nível interno, o Jiangsu Suning procura ainda garantir uma maior estabilidade depois do afastamento de Dan Petrescu como treinador assim como afastar as más fases exibicionais que tanto têm afectado o conjunto ao longo dos últimos meses. Dentro das quatro linhas, e por muito que a afirmação seja relativa por se tratar de um jogador de elevado calibre, o seu contributo é inegável: em todas as competições acumula 26 jogos, 5 golos e 6 assistências. O grande e surpreendente problema de Ramires esta temporada tem-se prendido com o péssimo temperamento nos diferentes momentos do jogo. Duas expulsões motivadas por agressões quer na Liga dos Campeões Asiáticos quer no campeonato que resultaram em pesadas sanções para o box-to-box brasileiro. Ramires tentou, inclusive, agredir o árbitro da partida de 9 de Julho frente ao Shandong Luneng motivando uma suspensão de 4 jogos por parte da Federação. Resta saber se, agora com a temporada perto do fecho, o Queniano Azul irá cumprir o seu vínculo na íntegra.

Rating Fair Play: 2/5

Foto: express.co.uk
Foto: express.co.uk

KLÉBER

Anunciado o regresso ao GD Estoril Praia, fica mais do que provado que a carreira de Kléber atingiu o seu clímax em Portugal. Marítimo e Estoril são, muito provavelmente, os melhores tempos vividos pelo avançado natural de Estância Velha, município do Rio Grande do Sul. O Beijing Guoan investiu 5 milhões de euros na aquisição do ex-FC Porto para garantir uma alternativa a Dejan Damjanović mas, na verdade, Kléber nem chegou a afirmar-se como tal. No somatório das duas temporadas – em 2015 chegou numa fase avançada –, o ponta-de-lança registou 276 minutos, uma assistência e um incrível recorde de entradas… em tempo de descontos.

Rating Fair Play: 0/5

Foto: Beijing Guoan
Foto: Getty Images

FERNANDINHO

Talvez o atleta que passou mais despercebido no radar dos portugueses. Fernandinho juntou-se ao GD Estoril Praia na temporada 2014/2015 proveniente do Madureira EC e não conseguiu mostrar, de facto, as suas maiores virtudes. Nos Estorilistas, em todas as competições, acumulou um total de 829 minutos, muitos dos quais na condição de suplente utilizado, 1 golo e 5 assistências e no mercado de transferências seguinte ingressou no Chongqing Lifan por empréstimo. O campeonato chinês caminhava para o seu término, contudo, Fernandinho deu um contributo vital (14 jogos, 3 assistências e 3 golos) permitindo que a sua equipa alcançasse uma posição tranquila na tabela. Nos dias que correm, o supersónico extremo afigura-se como a grande estrela do plantel e a incrível velocidade que imprime em campo causa constante mossa nos adversários. 2016 está a correr de feição: 1,794 minutos (20 jogos), 6 golos e 4 assistências e não será de estranhar que num próspero futuro atraia o interesse concreto de instituições de calibre superior.

Rating Fair Play: 5/5

Foto: esporte.uol.com.br
Foto: esporte.uol.com.br

HULK

Hulk abalou o mercado de Verão ao transferir-se do FC Zenit para o Shanghai SIPG por uma bombástica quantia de 55 milhões de euros, recebendo automaticamente o rótulo de jogador mais caro de sempre da Super Liga, título que até então pertencia a Alex Teixeira (50 milhões de euros). Por enquanto, o desconhecido brasileiro que um dia aterrara na Invicta vindo dos japoneses do Tokyo Verdy, não tem muitos motivos para sorrir. No seu primeiro e único encontro esteve perto de marcar aos 9 minutos – a sua acção provocou um autogolo – e aos 21’… saiu lesionado.

Rating Fair Play: 0/5

Foto: chinatopix.com
Foto: chinatopix.com


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter