14 Dez, 2017

BRUK-BET Nieciecza: O sonho da Ekstraklasa

Francisco da SilvaNovembro 1, 20166min0

BRUK-BET Nieciecza: O sonho da Ekstraklasa

Francisco da SilvaNovembro 1, 20166min0

Em Nieciecza, com apenas 750 habitantes, mora uma das surpresas da Liga Ekstraklasa. O Bruk-Bet Termalica é o clube de futebol das principais ligas europeias estabelecido na vila mais pequena, porém, na presente temporada tem lutado pelos lugares cimeiros e impressionado toda a crítica. Com mais de 90 anos de história, embarque neste conto de fadas e venha conhecer o percurso do outrora Ludowy Klub Sportowy Nieciecza.

O Pergaminho

O desporto rei despertou oficialmente na pequena vila de Nieciecza em 1922, quando 3 senhores regressados da I Guerra Mundial – Stanislaw Nowak, Wladyslaw Kaczówka e Kazimierz Heather – decidiram fundar nesta localidade no sul da Polónia e integrada na cidade de Zabno, o LZS Nieciecza. O pioneirismo destes 3 polacos foi tal ao ponto da formação de Nieciecza ter sido o primeiro clube do município de Zabno. Por essa altura, a equipa não tinha uniforme e cada jogador jogava com os seus próprios calções, t-shirts e botas. Nos anos seguintes, foram sendo fundados mais alguns clubes nas zonas circundantes de Zabno, o que foi estimulando timidamente o modesto LZS Nieciecza a defrontar formações conterrâneas. Só em meados da década de 30 é que o LZS saiu das fronteiras do seu município e começou a medir forças amigalvemente com equipas da cidade vizinha de Dabrowa Tarnowska

Com eclodir da II Guerra Mundial e a invasão nazi, as atividades desportivas em Nieciecza e em toda a Polónia foram suspensas. Só após o fim da guerra é que o desporto voltou a dar um ar da sua graça em Zabno, contudo, em Nieciecza mandava o LZS. Nos primeiros anos da década de 50, o clube começa a ganhar projeção regional fruto de excelentes performances nos escalões distritais que permitem ao clube ascender à 5ª divisão polaca. As décadas seguintes foram de declínio do clube que só teve fim quando no final da década de 70 o clube fechou mesmo as portas. O resistente e modesto LZS Nieciecza batia no fundo da sua própria existência. Contudo, em 1983, o clube foi finalmente reativado e durante mais de 20 anos pereceu nas divisões amadoras e regionais polacas.

Nieciecza tem apenas 750 habitantes
Nieciecza tem apenas 750 habitantes

O Olimpo

O novo milénio começou com o LZS a alterar o seu nome para LKS Nieciecza (Ludowy Klub Sportowy Nieciecza, Grupo Desportivo Popular de Nieciecza). Até então incógnito e envolto numa pobreza franciscana nas profundezas competitivas da Polónia, tudo viria a ser completamente diferente quando o clube foi adquirido pelo empresário Krzysztof Witkowska em 2005. Homem da região e dono da multinacional de pavimentos Bruk-Bet, Krzysztof Witkowska começou por nomear a sua esposa, Danuta, como presidente do então LKS Nieciecza. Sob a alçada de Danuta, o clube viria a atravessar uma profunda transformação organizacional e desportiva. Primeiramente, no decorrer da temporada 2004/2005, o clube passou a denominar-se de LKS Bruk-Bet Nieciecza, incluindo assim o nome do principal patrocinador. Ainda em 2005, o emblema de Nieciecza iniciou a construção de um novo complexo desportivo, aumentando a lotação do seu recinto de 1000 para mais de 2000 lugares. A par destas mudanças estruturais, o rendimento do clube dentro das 4 linhas foi aumentando significativamente, ao ponto de na temporada 2006/2007 o LKS Bruk-Bet Nieciecza ter assegurado a subida à 5ª divisão polaca, mais de 30 anos depois.

Seguiram-se 2 subidas de divisão consecutivas (2007/2008 e 2008/2009) que catapultaram o clube da 5ª divisão para o 3º escalão do futebol polaco. Em 5 anos de presidência de Danuta Witkowska, o LKS Bruk-Bet Nieciecza tinha sido promovido 3 vezes! Se por um lado havia uma enorme estabilidade organizacional, por outro o branding do clube continuava a saltitar de um lado para o outro: em 2009/2010, o clube perdeu o acrónimo “LKS”, mas nem isso impediu um brilharete na estreia absoluta na 3ª divisão polaca (1ª lugar e subida ao 2º escalão). Nova temporada, novo nome: Termalica, uma insígnia do grupo Bruk-Bet. O agora Termalica Bruk-Bet Nieciecza KS, registava pela primeira vez na sua história uma ficha de jogo do 2º escalão. A temporada 2010/2011 foi bastante complicada com a manutenção a ser assegurada com bastante sacrifício e sofrimento, porém, as épocas seguintes mostraram um clube mais atrevido e preparado para altos vôos. Em 2014/2015, momento histórico: o Termalica Bruk-Bet Nieciecza KS orientado por Piotr Mandrysz ficava em 2º no campeonato e ascendia assim ao principal escalão do futebol polaco. 10 anos depois de iniciar o seu projeto pessoal,  Krzysztof e Danuta Witkowska levavam o clube da sua região e da sua empresa à Ekstraklasa.

Krzysztof Witkowska | Piotr Mandrysz | Danuta Witkowska
Krzysztof Witkowska | Piotr Mandrysz | Danuta Witkowska

O Momento

A última season foi bastante complicada para o emblema de Nieciecza que teve que lutar até à última jornada pela manutenção. Apesar do profissionalismo do clube, foi notória a falta de talento da equipa para enfrentar os restantes oponentes da Ekstraklasa, claramente mais experientes e com plantéis mais profundos e completos. Para 2016/2017, novo rebranding para Bruk-Bet Termalica Nieciecza KS, com Danuta a incumbir Czesław Michniewicz de liderar a formação do sul da Polónia e a oferecer um leque de reforços interessantes para o contexto competitivo da Ekstraklasa. Os resultados não se fizeram esperar e à 14ª jornada o emblema de Nieciecza encontra-se a “apenas” 5 pontos, praticando um futebol bastante combativo e intenso que muito dignifica o outrora modesto LZS. A grande figura da equipa é o talento letão Vladislavs Gutkovskis que, com apenas 21 anos de idade, está presente em 40% dos golos da equipa (5 golos e 1 assistência) e tem despertado o interesse de vários clubes. O calcanhar de aquiles da equipa orientada por Czesław Michniewicz continua a ser o setor mais recuado, responsável maior pela quebra de forma que o Bruk-Bet Termalica registou nas últimas jornadas (2 derrotas e 1 empate). Por mais irrealista que seja, quem não gostaria de ver este modesto clube a levantar o ceptro da Ekstraklasa, numa antologia perfeita do sonho polaco? Com ainda 23 jornadas por disputar, tudo pode acontecer, tal como já aconteceu ao outrora pequeno LZS.

Vladislavs Gutkovskis
Vladislavs Gutkovskis


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter