21 Ago, 2017

As finais dos estaduais

Victor AbussafiAbril 29, 20175min0

As finais dos estaduais

Victor AbussafiAbril 29, 20175min0

Por todo o Brasil, os estaduais pegam fogo. Neste fim de semana, começam as finais do campeonatos estaduais e marcam o fim da preparação para o Campeonato Brasileiro. Duas torcidas por Estado se preparam para torcer enquanto os outros clubes já se preparam para a competição nacional.

Saiba mais sobre os jogos do Paulista e do Carioca, para além de outras grandes finais pelo país.

Campeonato Carioca – Flamengo x Fluminense

No Rio, um dos mais famosos clássicos do mundo decidirá o campeonato pela primeira vez desde 1991. Naquele ano, o Flamengo sagrou-se campeão com um 1×1 na primeira partida e um 4×2 flamenguista na segunda. Os autores dos gols do título foram Uidemar, Gaúcho, Zinho e Júnior. Pelo Fluminense, os gols foram de Ézio.

Maracanã deve estar lotado como nos velhos tempos para mais um Fla Flu (Foto: Promo)

Após 26 anos, Flamengo e Fluminense chegam em situações opostas à nova final. O Fla, em evidente avanço de profissionalização em relação aos últimos anos, foi terceiro colocado no Brasileiro do ano passado, tem um dos plantéis mais talentosos do país e é forte candidato a vencer todos os troféus esse ano. Entretanto, perdeu Diego por lesão e têm tido dificuldade de apresentar um bom futebol com regularidade.

Já o Flu, aposta na mistura de um plantel jovem com uma comissão técnica experiente, sob o comando de Abel Braga, treinador vitorioso em suas passagens pelo clube, além de campeão mundial pelo Internacional em 2006. No elenco deste ano, são os jovens formados em Xerém que ditam as regras e, com um grupo obediente taticamente, Abelão tira “leite de pedra”. Em dois grandes jogos, com Maracanã lotado, saberemos que é o melhor. A SIC Radical exibe o primeiro jogo em Portugal, no dia 30 às 20h.

Campeonato Paulista – Corinthians x Ponte Preta

Para quem apostava numa meia final com os quatro grandes do estado, a Ponte Preta já foi surpreendente ao eliminar o Santos nos quartos de final. Mas, vencer o atual campeão brasileiro, Palmeiras, nas meia finais certamente não estava no roteiro do início do torneio.

A Ponte Preta, tradicional clube de Campinas e clube mais antigo do estado de São Paulo, tem 117 anos de história e nenhum título profissional de expressão, apesar de ter sido diversas vezes finalista de Campeonatos Paulistas, terceira colocada no Campeonato Brasileiro de 1981 e finalista da Copa Sul-Americana de 2013. Clube que revelou grandes talentos para a Seleção Brasileira, como Dicá, Oscar, Waldir Peres, Carlos,  André Cruz e Luis Fabiano. Neste ano, chega à decisão com um time forte na defesa e com ótima saída em velocidade para contra-ataques, bem organizado pelo experiente Gilson Kleina.

Maior campeão do estado, o Corinthians busca seu 28o. título, após eliminar o rival São Paulo nas meias finais. Após ceder Tite para a Seleção, o antigo treinador do sub-20 Fabio Carille tem mostrado talento. Com um plantel limitado, construiu um time compacto como no auge da era Tite. A criatividade ofensiva ainda é problemática, mas a atitude tradicional dos times alvinegros compensa essa limitação. Jadson e Jô lideram pela experiência, mas Rodriguinho e os “pratas-da-casa” deram sangue novo a equipa.

Exatos 40 depois, Corinthians e Ponte Preta reeditam uma final histórica para o clube de São Paulo. Em 1977, o Corinthians sagrou-se campeão após três jogos, todos realizados no Morumbi (o último para um público de incríves 146 mil pessoas), e deu fim a um jejum de 23 anos sem títulos, o maior de sua história.

Basílio comemora o golo que encerrou o jejum corinthiano (Foto: Desconhecido)

Pelo Brasil

Nos outros estaduais do Brasil, destaque para as finais de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia e Santa Catarina.

No Catarinense, a Chapecoense disputa, contra o Avaí, sua primeira final após o trágico acidente do ano passado. Vencedora do segundo turno, a Chape vem em crescente e divide as atenções entre as finais do estadual e a Libertadores, onde briga para se classificar para a próxima fase.

No Paraná, a final entre Atlético-PR e Coritiba será a primeira final transmitida exclusivamente pela internet, após a confusão entre os clubes, a Federação e a Rede Globo, contada pelo Fair Play aqui. Na Bahia, o Ba-Vi, clássico entre Bahia e Vitória merece destaque por acontecer 4 vezes em sequência. São dois jogos pelas finais do estadual e outros dois pela meia final da Copa do Nordeste.

Cruzeiro e Atlético Mineiro decidem o estadual (Foto: Goal.com)

No Gauchão, o Grêmio foi eliminado nos penaltis pelo Novo Hamburgo e perdeu a chance de encerrar o jejum de títulos estaduais, que já vai desde 2010. Resta torcer para o Novo Hamburgo surpreender o Internacional, atual hexacampeão. E, por fim, em Minas Gerais, o tradicional clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG decide o título, num confronto entre duas equipas em melhor fase no Brasil, dois fortes concorrentes no Brasileirão.

Tem futebol para todos os gostos e vale a pena ficar ligado. Os vencedores, entretanto, não terão muito tempo para festejar, já que o Brasileirão começa no dia 13 de Maio.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter