22 Out, 2017

FP Scouting – Przemyslaw Frankowski

Francisco da SilvaAbril 14, 20175min0

FP Scouting – Przemyslaw Frankowski

Francisco da SilvaAbril 14, 20175min0

À medida que a Polónia reforça a sua capacidade de exportação, os seus clubes de futebol vão apostando crescente e proporcionalmente na prata da casa, dando a conhecer novos talentos à Ekstraklasa. Através do ‘FP Scouting’, rubrica desenvolvida em colaboração com a Talent Spy, vamos dar a conhecer melhor o perfil de mais um talento polaco de alto quilate, Przemyslaw Frankowski.

O sonho de alcançar o trono da Ekstraklasa continua bem vivo em Bialystok, apesar da feroz perseguição do Légia de Varsóvia, e será alimentado pelo trio mais preponderante da competição formado pelo lituano Fedor Cernych, pelo estónio Konstantin Vassiljiev e polaco Przemyslaw Frankowski. Aos 22 anos, o jovem Frankowski é o mais novo deste trio e também aquele que apresenta maior potencial futebolístico.

Frankowski nasceu e cresceu junto ao Mar Báltico, mais concretamente, em Gdansk. Foi exatamente no clube da cidade, o Légia de Gdansk, que o talento polaco fez toda a sua formação futebolística. Em 2012/2013, já na fase final da temporada e 2 dias após Frankowski completar 18 anos, o técnico Boguslaw Kaczmarek estreou o petiz na Ekstraklasa. Ao segundo encontro na liga polaca, Frankowski saltou do banco e fez o seu primeiro golo com a camisola verde e branca.

A temporada seguinte foi de afirmação, como talento promissor das escolas Lechisci, mas ainda maioritariamente como suplente utilizado. Em 2014/2015, o Jagiellonia de Bialystok decidiu apostar em Frankowski e dar os minutos que o seu talento necessita para florescer. A primeira época foi razoável mas ainda de adaptação à nova equipa e à nova cidade. Na segunda temporada, já se viu mais golos, mais influência, em suma, mais Frankowski em Bialystok.

Percurso de Frankowski | Fonte: Soccerway

A presente temporada tem sido em termos individuais e coletivos a melhor de sempre do extremo polaco. Até ao momento, Frankowski já faturou por 8 vezes em 27 partidas, tendo ainda assistido os seus companheiros de equipa por 2 ocasiões. Com ainda 9 jogos por disputar até ao final da Ekstraklasa, o seu pecúlio pode ainda apresentar números mais interessantes, confirmando em pleno estarmos perante a temporada de afirmação do polaco. O seu olimpo desportivo pode estar também prestes a ser alcançado caso o Jagiellonia de Bialystok mantenha a liderança do campeonato e se sagre campeão polaco.

Przemyslaw Frankowski, baixo e compacto, não se enquadra de todo no estereótipo conservador do “jogador polaco”, porém, disfarça as suas debilidades físicas com uma tremenda capacidade de desequilíbrio fruto de um arsenal futebolístico multidisciplinar.

Se a equipa necessitar de profundidade, Frankowski é um extremo rápido capaz de explorar intensamente as costas da defesa contrária. Se a equipa necessitar de alguma criatividade, Frankowski é um jogador capaz de assumir as despesas ofensivas da sua equipa e utilizar inteligentemente a sua excelente visão de jogo e qualidade de passe. Se a equipa necessitar ainda de alguma frieza à boca da baliza, Frankowski não só aparece bem nas zonas de finalização como também tem refinado a sua compostura em frente ao keeper adversário, contribuindo para a melhoria gradual do seu registo ofensivo.

Mas não é apenas no capítulo ofensivo que o polaco se destaca, também nas tarefas mais defensivas Frankowski dá um contributo decisivo à sua equipa. O jogador oriundo de Gdansk é um elemento muito cooperante no momento defensivo da sua equipa, fechando bem o seu corredor e dando o apoio necessário ao lateral. Escusado será dizer que Frankowski é daqueles jogadores a la Polska que morde a língua o jogo todo e só desiste quando o árbitro dá o último apito.

Independentemente da capacidade atual e do potencial de Frankowski, existem algumas imperfeições que o polaco deve limar. No capítulo ofensivo, não são raros os excessos de individualismo no um para um, bem como, a sua paupérrima capacidade de cabeceamento. Já no capítulo defensivo, o polaco deve dosear a sua agressividade e melhorar ainda o posicionamento tático para que as suas debilidades físicas não sejam tão salientes.

BOA OPÇÃO PARA…

SC Braga – Face ao seu valor atual de mercado, a aposta em Frankowski exigiria um esforço financeiro significativo por parte da administração bracarense, contudo, seria uma adição capaz de elevar a qualidade ofensiva para outro patamar. Tendo em conta a proposta de jogo que Jorge Simão defende, o polaco seria a contratação ideal para dar maior irreverência e frieza ao momento de transição ofensiva do SC Braga, bem como, incrementar a qualidade do jogo interior bracarense demasiado refém das diagonais de Pedro Santos e Wilson Eduardo.

UD Las Palmas – Atendendo a que Jesé deve regressar a Paris no final da temporada e que Jonathan Viera é extremamente cobiçado, o ingresso de Frankowski no conjunto de Quique Setién seria uma situação win-win. A formação espanhola colmatava a provável saída dos seus ativos com um extremo de qualidade bem à imagem de Setién, enquanto o polaco daria o salto para uma das maiores ligas europeias onde encontraria uma equipa bem orientada e com tradição a potenciar talento ofensivo.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter