23 Out, 2017

FP Scouting – Kylian Mbappé Lottin

Pedro NunesFevereiro 17, 20175min0

FP Scouting – Kylian Mbappé Lottin

Pedro NunesFevereiro 17, 20175min0

O rolo compressor que Jardim montou no Mónaco reencontrou a melhor versão de Falcao, que tem feito uma parceria mortífera com Germain. Praticamente tudo naquela equipa funciona às mil maravilhas. Bernardo Silva consegue agora também mostrar todo o potencial prometido. E ainda há Kylian Mbappé Lottin, a nova coqueluche do clube, em quem nos centramos na parceria com a Talent Spy.

Kylian Mbappé Lottin é da colheita de ‘98. A nova jóia da coroa monegásca começou desde bem cedo a pulverizar recordes. A 2 de Dezembro de 2015, contra o Caen, tornou-se no mais jovem de sempre a representar o Mónaco. Tinha, então, 16 anos e 11 meses. Meses depois, já com 17 aninhos completos, tornou-se no mais novo de sempre a marcar pela equipa do Principado. A maior parte da história ainda está por escrever, mas já temos alguns bons episódios.

O seu desenvolvimento foi muito rápido e nada comum para a idade. Já com alguns jogos realizados com a camisola monegásca, foi um dos jogadores mais em foco no Europeu sub-19, realizado em Julho passado na Alemanha, a par do seu colega de equipa, Augustin. Os dois lideraram uma equipa gaulesa que venceu a competição, com o avançado do PSG a terminar como melhor marcador e o extremo do Mónaco a fixar a sua marca pessoal em 5 golos. Relevante realçar novamente que por essa data tinha 17 anos.

Mesmo numa equipa com Bernardo Silva, Lemar e Dirar para as alas, o “puto” tem conseguindo vir a impor-se, reservando o seu espaço. Depois de Martial, o Mónaco demorou pouco mais de um ano a dispor de mais um grande talento nas suas fileiras, vindo da sua formação.

Como é quase obrigatório nestes casos de rapazinhos novos que começam a encher o olho aos adeptos pelo seu futebol, Mbappé Lottin também já tem o seu ascendente definido. Thierry Henry, no caso. O estilo de jogo que promove tem muito a ver como o da antiga estrela gaulesa. A principal característica é a velocidade de ponta, algo em que os dois se assemelham bastante, assim como a jogada preferencial – da esquerda para o meio. Para além disso, ambos tiveram o Mónaco como rampa lançadora das suas carreiras.

Foto: L’Équipe

Apesar de ser conhecido como um clube vendedor – especialmente nos últimos anos -, o Mónaco não quis abrir mão da sua mais recente pérola. A situação passou-se no Verão passado, quando o Arsenal chegou ao Stade Louis II com 40M€ para levar o extremo para Londres. Em nome daquilo que seria o projecto alinhavado para a temporada, Kylian Mbappé ficou em terra. Foi o próprio Arsène Wenger a assumir a proposta e a referir-se ao jogador como “enérgico”.

A decisão não podia ter tido melhor resultado. Desportivamente está à vista de todos e, a continuar assim, financeiramente também. Para o ano a cifra poderá bem dobrar.

Este interesse dos tubarões europeus no jovem já vem de trás. Zidane tem-no debaixo de olho há mais tempo que os outros. Espantado com um jogo que viu dele em Clarefontaine, o agora treinador do Real Madrid convidou-o a passar uma semaninha à experiência no Barnabéu. Com uns curtos 14 anos de vida, Kylian e o pai decidiram que ainda era demasiado cedo para deixar França.

Duas das boas qualidades de Mbappé são a sua capacidade de auto-avaliação e auto-crítica. Afinal ninguém o conhece melhor que ele mesmo. É assim quando diz “tenho uma velocidade de ponta boa e gosto de rematar, mas penso que posso mudar em muitas vertentes. Devia ser mais consistente e aumentar a minha contribuição defensiva”.

Leonardo Jardim, técnico que tem sido responsável por lapidar o diamante, sabe disto, toma conta do seu menino e doseia os minutos, para que a evolução continue a ser sistemática. “O talento não se mede em função dos anos. O Kylian tem um grande talento, mas deve continuar a trabalhar para chegar ao mais alto nível”, afirmou o técnico português recentemente.

E como nestas coisas os números nos trazem sempre informações relevantes, vamos a eles. Só ao longo desta época, Mbappé Lottin já anotou na sua ficha de jogo 7 golos só na liga. 3 deles foram conseguidos na última jornada, frente ao Metz. E nem sequer foi o seu primeiro hat-trick. Na Taça de França já havia balançado as redes adverárias por 3 vezes no mesmo jogo, contra o Rennes.

Os exercícios de futurologia em relação ao que virá a ser o jogador, ficam para depois. Tal como diz um dos mais conceituados filósofos do futebol do séc. XX: “Os prognósticos só se fazem no final do jogo”. Mesmo assim, é seguro afirmar que há vários pontos de interesse em Mbappé e o futebol do futuro pode contar com ele.

BOA OPÇÃO PARA…

Três grandes – Perante o nível que tem demonstrado no Mónaco, Mbappé na realidade portuguesa tinha tudo para ser uma das estrelas dos plantéis. Não é à toa que os tubarões europeus já lhe seguem o rasto há bastante tempo e acenam com vários milhões para o levar.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter