19 Fev, 2018

FP Scouting – Albert Rusnak

António Pereira RibeiroOutubro 29, 20174min0

FP Scouting – Albert Rusnak

António Pereira RibeiroOutubro 29, 20174min0
Análise ao médio eslovaco que brilha nos relvados norte-americanos

No final de 2016, o Real Salt Lake deu conta da necessidade imediata em recrutar um médio criativo suficientemente talentoso para fazer esquecer a saída do veterano capitão Javier Morales. Encontrou a solução em Albert Rusnak. O jovem eslovaco tornou-se rapidamente uma figura de proa do plantel, e um dos ‘nº 10’ mais cotados da Major League Soccer. Por isso mesmo, analisamos ao pormenor Rusnak, num artigo desenvolvido em parceria com a Talent Spy.

Albert Rusnak deu os seus primeiros passos nos eslovacos FC VSS Košice, mas em 2010, o seu pai, na altura observador no Manchester City, levou-o para os ‘Citizens’, onde concluiu a sua formação futebolística. Por lá não conseguiu despontar rumo à equipa principal, tendo-se cingido às reservas, e a alguns empréstimos a clubes ingleses (Oldham Athletic e Birmingham City) e um holandês. Esta última cedência na Eridivisie, ao serviço do SC Cambuur, revelar-se-ia determinante no processo de afirmação do eslovaco.

Até então, Rusnak sempre havia jogado nas alas, só que o seu novo treinador Henk de Jong, convidou-o a experimentar zonas mais interiores, explorando o seu lado criativo. O tal génio apareceu prontamente, tanto que o Groningen contratou-o em definitivo. Usufruiu das suas capacidades durante quase três anos, período em que o emblema holandês conquistou a Taça da Holanda, com dois golos do próprio Rusnak na final decisiva.

Soccerway

Do outro lado do Atlântico, numa zona desértica norte-americana, o Real Salt Lake procurava substituir Javier Morales, um talentoso argentino que terminava uma ligação frutuosa de nove anos com o clube. Apostou em Rusnak a tarefa de carregar a herança pesada de Morales, o jogador com mais assistências da história do clube. Confiou-lhe o mesmo nº 11 que estava impresso nas costas da camisola.

Uma época volvida, e Rusnak já é um dos preferidos dos adeptos. O Real Salt Lake pode ter ficado de fora dos Playoffs por um ponto apenas, mas nenhuma responsabilidade poderá ser atribuída ao internacional eslovaco, que muito fez para manter a equipa na luta. Mais exactamente, 14 assistências e 7 golos. A época de estreia excedeu as expectativas, e já são vários os clubes europeus vigilantes.

Entre as competências futebolísticas que chamam mais à atenção em Rusnak, destaque para a sua capacidade em mudar de velocidade primeiro do que os adversários, deixando-os invariavelmente para trás em transições rápidas. Exímio no passe curto, e perigosíssimo na altura de rematar de fora da área, não deve ser concedido qualquer espaço a ao actual jogador do Real Salt Lake.

Quando Henk de Jong quis retirar um ainda mais jovem Rusnak dos corredores, essa opção teve muito a ver com a frágil constituição física do eslovaco, que ainda perdura. Essa condicionante prejudica-o em situações mais físicas dos encontros, de luta pelo esférico. Por outro lado, o jogo aéreo também se apresenta como uma das principais debilidades de Rusnak.

BOA OPÇÃO PARA…

Vitória SC – A participação da Liga Europa vai deixando marcas na competição interna, e será preciso uma segunda volta bem acima da média para que os vitorianos consigam repetir o acesso às competições europeias. Uma unidade jovem como Rusnak, poderia ser o reforço ideal de Inverno. Imaginar um trio composto por Raphinha, Rusnak e Hurtado era quase demasiado bom para ser verdade.

Atalanta BC – A realidade da Serie A seria um cenário interessante para a evolução futebolística de Rusnak. No Atalanta, por exemplo, que cresce na Liga Europa, ao mesmo tempo que se bate internamente pelos lugares europeus, poderia fazer uma óptima concorrência ao esloveno Josip Ilicic.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter