17 Ago, 2017

A EHF Champions League está de volta – Parte 2

Tomé BritoSetembro 23, 20169min0

A EHF Champions League está de volta – Parte 2

Tomé BritoSetembro 23, 20169min0

Ontem foi a vez dos grupos A e B, os grupos dos papões e das equipas mais fortes, hoje o Fair Play antevê, uma a uma, as equipas dos grupos C e D, e claramente os mais “fracos” mas ao mesmo tempo aqueles que podem ser mais equilibrados e que onde há mais emoção.

Depois de no ano passado o Kielce ter vencido a sua primeira Champions naquela que pode muito bem ter sido a melhor final de sempre, quem irá erguer, em 2017, em Colónia, o mais conceituado troféu de clubes do Andebol mundial?

Análise aos Grupos

Grupo C        

O Grupo C é constituído por: Naturhouse La Rioja (Espanha); Chekhovskie Medvedi (Rússia); HC Metalurg (Macedónia); Montpellier (França); Elverum (Noruega); TATRAN Presov (Eslováquia).

Entre ambos os grupos C e D, aqueles que contêm as equipas mais “fracas” em prova, este é o grupo mais fraco, contando com uma equipa de nível claramente superior às outras – Montpellier -. Já La Rioja e Medvedi deverão lutar pelo 2º lugar, que dá acesso ao “play-off”. Quanto às restantes 3 equipas podem tentar surpreender mas é claro que estão num nível mais baixo e não devem ter grandes chances de apuramento.

Naturhouse La Rioja

Os vice-campeões Espanhóis partem para esta época claramente mais limitados depois das perdas de Malmagro, Cederholm ou Pedro Rodriguez, mas ainda contam com um plantel muito experiente e que tem todas as capacidades para atingir o 1º ou 2º lugar de apuramento. Kapellin, um dos guarda-redes que mais surpreendeu na época passada e Albert Rocas, outrora dos melhores pontas-direitas, são as principais figuras de uma equipa muito equilibrado nas duas fases do jogo – ataque e defesa – e que tem na sua casa, Palacio de Los Deportes de Logroño uma das suas grandes vantagens.

A ESTRELA: Albert Rocas

O JOKER: Angel Montoro

TREINADOR: Jesus Gonzalez Fernandez

Chekhovskie Medvedi

Os campeões Russos pouco mudaram no seu plantel desde a última época e partem para este novo ano com grandes ambições de atingir de novo os oitavos da Champions. Constam uma equipa que mistura uma boa dose de juventude com experiência e onde vão despontando novos talentos como Santalov ou Kuretkov. Privilegiam um andebol de ataque e muito contra-ataque. Uma das grandes armas da equipa está no pivot, Chernoivanov, que com os seus 2.02m e 105kg é dificílimo de parar e consegue abrir muitos buracos na defesa que usualmente Kotov, o central, tenta aproveitar. Podemos esperar muitos golos desta equipa e principalmente muita garra.

A ESTREL A: Dmitri Kovalev

O JOKER: Dmitrii Santolov

TREINADOR:

HC Metalurg

Depois da 2ª melhor equipa da Macedónia ter quase acabado de vez – chegaram mesmo a anunciar falência – parece que esta se tem conseguido vindo a afirmar de novo no panorama Europeu e parte para esta edição da Champions com ligeiras ambições de realiza uma melhor campanha que o ano passado e quem sabe, chegar ao “play-off”. Com um plantel ligeiramente mais forte que a época passada e com a qualidade de Mladenovic ou Kuzmanovski por exemplo, quem sabe se o Metalurg não consegue voltar ao bom nível do passado.

A ESTRELA: Nemanja Mladenovic

O JOKER: Nemanja Obradovic

TREINADOR: Lino Cervar

Montpellier HB

Claramente a equipa mais forte do grupo, o Montpellier tem passado uns últimos anos complicados a nível de competições Europeias tendo atingido os 4ºs de final desta competição pela ultima vez em 2009/2010. Para esta época a grande ambição é tentar figurar novamente nas oito melhores equipas da Europa e as adições de Nikola Portner – grande potencial que o guarda-redes Suiço tem – Valentin Porte – fortíssimo lateral/ponta direita que tem bastante qualidade tanto a atacar como a defender – e de Miha Zvizej – boa opção para a alternativa ao jovem Ludovic Fabregas – vêm ajudar a isso mesmo. Com um ataque muito forte que conta com uma 1ª linha muito móvel, forte no 1 contra 1 e com capacidade de tiro exterior, esta equipa tem o potencial para dominar o grupo C.

A ESTRELA: Diego Simonet

O JOKER: Miha Zvizej

TREINADOR: Patrice Canayer

Diego Simonet (Foto: midilibre.fr)
Diego Simonet (Foto: midilibre.fr)

Elverum Handball

Das equipas mais limitadas em prova mas ao mesmo tempo daquelas que mais vontade mostram para lutar pela vitória e que mais gosto de ver jogar. É assim que podemos sumarizar como é o clube da pequena cidade Norueguesa de Elverum. O plantel é dos mais fracos em prova e ainda por cima perderam a sua maior “estrela”, Luka Mitrovic, para os Eslovenos do Gorenje Velenje, no entanto, quem saber se Petter Overby, Tamas Ivancsik e companhia não surpreendem ao conseguir umas vitórias.

A ESTRELA: Petter Overby

O JOKER: Josef Pujol

TREINADOR: Michael Apelgren

TATRAN Presov

Os campeões Eslovacos certamente querem esquecer a horrível prestação de 2015/2016, onde praticaram talvez o pior andebol da competição. Para esta época partem sem grandes ambições e com um plantel ainda mais fraco que o da época passada – saíram Antl, Kopco, Ivkovic ou Furlan – e nem a qualidade de Lukas Orban e Tomas Cip podem salvar esta equipa.

A ESTRELA: Lukas Orban

O JOKER: Stefan Jankovic

TREINADOR: Radislav Trtik

Grupo D

O grupo D é constituído por: Besiktas (Turquia); Nantes (França); Motor Zaporozhye (Ucrânia); Holstebro (Dinamarca); Dinamo Bucaresti (Roménia); ABC de Braga (Portugal).

É o grupo mais forte deste dois e é também bastante equilibrado, ou não contasse com 5 equipas que tem a qualidade e ambições claras de atingir o “play-off”. O Besiktas parece ser aquela que mais probabilidades que tem de atingir o 1º lugar do grupo, sendo que Motor, Holstebro, Nantes e ABC têm todas as potencialidades para dar luta aos Turcos. Já o Dinamo Bucaresti está num nível abaixo das demais e deve ficar pelo último lugar do grupo.

Besiktas Mogaz HT

Os campeões Turcos são uma equipa fortíssima no ataque, sendo sempre das equipas que mais golos marcam no tempo em que estão prova nas temporadas anteriores. No entanto defendem muito mal e às vezes, a defender, são mesmo demasiado agressivos o que já os prejudicou por diversas vezes. Contudo,  a qualidade de jogadores como Ramazan Done – lateral direito muito forte fisicamente e muito potente – ou Nemanja Pribak e a experiência e conhecimentos do treinador – Mufat Arin é o treinador principal do clube desde 2003 – parecem ser suficientes para a equipa garantir o 1º lugar do grupo.

A ESTRELA: Ramazan Done

O JOKER: Ivan Nincevic

TREINADOR: Mufit Arin

Ramazan Done (Foto: kartalsozluk.com)
Ramazan Done (Foto: kartalsozluk.com)

HBC Nantes

Os vice-campeões Franceses têm tido um passada recente de grandes vitórias, tendo conquistado a EHF Cup em 2013 e 2016. Para poder atingir o “play-off” a equipa Francesa movimentou-se extremamente bem no mercado, tendo garantido a contratação de jogadores que vêm tapar as grandes lacunas do plantel. Arnaud Siffert e Cyril Dumulin – típicos suplentes na seleção Francesa – são dois guarda-redes de excelente nível, Eduardo Gurbindo é um lateral com experiência ao mais alto nível – ex- Barcelona – e Dominik Klein foi talvez o ponta esquerda em melhor forma na 2ª metade da época passada. Possuem tudo o que é preciso para atingir os oitavos de final desta competição.

A ESTRELA: Dominik Klein

O JOKER: Olivier Nyokas

TREINADOR: Thierry Anti

HC Motor Zaporozhye

Depois de terem sido uma das principais surpresas na época passada, ao atingirem os quartos de final com um dos plantéis mais limitados em prova, o Motor parte para esta nova época com ambições de tentar repetir a façanha. Sergii Burka, lateral direito que é um portento físico – 2,08m e 110 kg – e Barys Pukhouvski são os principais jogadores de uma equipa bastante limitada no ataque e que vive muito do que estes dois jogadores conseguem fazer.

A ESTRELA: Barys Pukhouvski

O JOKER: Igor Soroka

TREINADOR: Mykola Stepanets

Dinamo Bucaresti

Um clube histórico, já venceu mesmo a Taça dos Campeões – ex-Liga dos Campeões – mas que nos últimos anos 10 ficou arredado desta competição. Para este regresso a equipa parte com o objetivo de se tentar mostrar à Europa e de tentar não ser o “saco de pancada” do grupo. Sajad Esteki , lateral esquerdo que surpreendeu na época passada ao serviço do TSV Stuttgart, é o jogador-chave desta equipa, que quererá tentar repetir o que o Baia Mare fez no ano passado, quando lutou quase até ao final da fase de grupos pelo “play-off”.

A ESTRELA: Sajad Esteki

O JOKER: Jankov Vrankovic

TREINADOR: Eliodor Voica

ABC de Braga

Novamente e depois de uma longa espera temos o ABC novamente na ribalta do andebol Europeu. Em 1994 estiveram a apenas dois golos de ganhar esta mesma competição naquela que foi a 1ª edição da mesa, e este ano, o “grande” do andebol Nacional irá tentar o apuramento para os oitavos de final, objetivo que está perfeitamente ao alcance dos Portugueses. Com um andebol de ataque muito moderno, de ataque aos 6 metros e com constantes cruzamentos na 1ª linha e entradas a 2º pivot, o ABC tem tudo o que é necessário para atingir um dos dois lugares de apuramento para o “play-off”. Nuno Pereira, Pedro Spínola e Pedro Seabra Marques compõem uma 1ª linha muito móvel e que irá com certeza causar grandes problemas nos palcos Europeus.

A ESTRELA: Pedro Spínola

O JOKER: Diogo Branquinho

TREINADOR: Carlos Resendo

ABC, vencedor da Challenge Cup e do Andebol1 (Foto: modalidades.pt)
ABC, vencedor da Challenge Cup e do Andebol1 (Foto: modalidades.pt)

Previsões Fair Play

Campeão: Kielce

2º lugar: PSG

3º lugar: Veszprem

4º lugar: Vardar Skopje

 Equipa Surpresa: Vardar Skopje

Equipa Desilusão: FC Barcelona


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter