19 Fev, 2018

Onde é que anda o Flop: Jonathan Urretaviscaya, o prodígio da Luz

João NegreiraJaneiro 27, 20185min0

Onde é que anda o Flop: Jonathan Urretaviscaya, o prodígio da Luz

João NegreiraJaneiro 27, 20185min0
Datava a época 2008/2009, quando o Benfica prometia com 5 contratações. Entre outros, um é Urreta que pode ser considerado um flop. Por onde anda esta promessa?

Jonathan Matías Urretaviscaya da Luz foi contratado no mesmo verão que Pablo Aimar e Carlos Martins e ainda foi apresentado juntamente com Sidnei e Jorge Ribeiro. O uruguaio vinha rotulado de jovem promessa sul-americana para crescer e fazer concorrência aos intocáveis Di María e Reyes, tendo que lutar também com Balboa por um lugar no onze. O extremo custou 1,26 milhões de euros aos cofres da luz e, ao contrário do que esperavam os responsáveis encarnados, não deu qualquer tipo de retorno desportivo ou financeiro.

Quem é e quem foi no Benfica?

Mais conhecido como Urreta, o jogador fez a sua formação no River Plate de Montevideo sendo que a meio da 1ª época como sénior, é transferido para o Benfica pelo valor já mencionado. Jovem e com bastante potencial, Urretaviscaya tinha tudo para vingar nas águias, mas isso não se deu pela forte concorrência e, principalmente, pela falta de oportunidades. Era natural que não fosse bem-sucedido logo na temporada de estreia mesmo que tivesse oportunidades, sendo um miúdo de 19 anos fora do seu país, com uma cultura nova e fazendo 17 jogos, ainda foram algumas chances. Contudo, o único golo marcado nesses jogos, contribuiu para que no futuro não mais arriscassem no extremo.

Para além da temporada de estreia, realiza ainda mais 2 jogos nos primeiros 6 meses da época seguinte e aqui começa o longo período de empréstimos a que Urreta é imposto. Sem espaço no plantel, é emprestado a janeiro de 2010 ao Peñarol do seu país natal, ainda que sem convencer, já que na época seguinte é emprestado ao Deportivo por 6 meses e logo de seguida volta ao Peñarol por outros 6 meses. E não fica por aqui, o uruguaio, no verão de 2011 é emprestado por uma época ao Vitória SC.

Nestes 4 empréstimos, divididos em 2 anos e meio, jogou sempre mais nas 2 passagens pelo Peñarol do que pelos outros 2 clubes. De referir que nas duas passagens pelo clube uruguaio marcou 7 golos, sendo que no clube espanhol ficou em branco nos 6 jogos que realizou e em Guimarães marcou 2 em 14.

Nas temporadas que se seguiram (12/13 e 13/14) rodou entre a equipa principal do Benfica e os “B’s”, chegando a participar em 8 jogos pela equipa A das águias. Porém, nunca conseguiu convencer JJ que nunca acreditou nele e no seu potencial.

Urreta era um jogador com habilidade e talento e que, bem lapidado, poderia ter dado muito mais ao Benfica, não fosse a teimosia do seu treinador. Há que mencionar, então, que o extremo não foi o único a sofrer deste flagelo que abalava muitos dos jovens que chegavam à Catedral. Mas que apesar da qualidade que poderiam apresentar, era muito difícil agradar a Jesus e serem escolhidos.

Urreta chegou com o título de jovem promessa. (Foto: Blog – A Futebol Fan)

A vida depois do Benfica, a definitivo.

Depois dos variadíssimos empréstimos, o tempo passava e o jogador via a sua carreira a passar-lhe ao lado, por falta de chances. É aí que rescinde com os encarnados e assina com o Paços de Ferreira. Na altura o jogador aludiu para o facto de não sair magoado dos encarnados, apenas desgostoso. Mas apenas por pouco tempo, pois 6 meses depois, é emprestado, de novo, ao Peñarol até ao final da temporada.

Não tenho nada a dizer de mal do Benfica ou da sua estrutura. Só queria ter deixado a minha marca. Mas o treinador não me deu oportunidades.

Sem conseguir vingar num clube mais pequeno, decide passar o Atlântico e segue para o Pachuca, do México, em 2015/2016. Só em 2 épocas, o uruguaio realizou 81 jogos e marcou 17 golos, conseguindo finalmente afirmar-se e mostrar todo o seu potencial. Com a rapidez, que aliás sempre mostrou, Urretaviscaya confunde muito bem os adversários, partindo para cima dos mesmos e passando por eles.

Surpreendentemente, no início deste ano, ingressa no Monterrey, onde já participou em 2 partidas. O extremo estaria aparentemente feliz no Pachuca até porque já tinha estado presente em 20 jogos nesta época e contribuindo com 10 assistências. Contudo, o jogador, de agora 27 anos, mantém-se em terras aztecas, onde já foi feliz e pode continuar a sê-lo. Falamos de uma mudança surpreendente pois com o Pachuca, o jogador participou no Mundial de Clubes, sendo que podemos destacá-lo pois ganhou o prémio de 3º melhor jogador da competição atrás de Cristiano Ronaldo e Modric.

Há que referir que Urreta tem 4 internacionalizações pela seleção celeste, sendo que se estreou em março do ano passado. Não obstante, o jogador foi expulso na sua estreia, jogando apenas 13 minutos desse jogo. Com a última internacionalização em novembro, Urreta está a lutar por um lugar na convocatória para a Rússia e se seguir o que fez no Pachuca, tem boas chances.

 

Urreta tentou uma nova vida na Mata Real. (Foto: Sapo Desporto)

Urreta é mais um exemplo de um possível bom talento perdido pela falta de oportunidades. Mas depois de tantos empréstimos e de tantos treinadores diferentes, não podemos culpar apenas Jorge Jesus. Apesar do potencial que podia aparentar ter, faltava-lhe algo mais para dar o salto. Podemos, no entanto, afirmar que numa Liga menos competitiva, o uruguaio pode vingar como é o caso mais recente, no Pachuca.

E assim, identificamos mais um flop que nunca conseguiu ser feliz na Europa.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter