20 Fev, 2018

Quem é o novo Campeão Nacional 2017 de Longboard – Diogo Gonçalves

Palex FerreiraSetembro 27, 20176min3

Quem é o novo Campeão Nacional 2017 de Longboard – Diogo Gonçalves

Palex FerreiraSetembro 27, 20176min3
Fomos conversar com o novo campeão nacional de Longboard, que venceu a 4ª etapa do Circuito organizado pela Federação Portuguesa de Surf e com essa vitória garantiu o segunto título da sua carreira, pois já tinha ganho em 2006.

Diogo Gonçalves é dono de um estilo bonito no longboard, e conhecido por ser sempre brincalhão.
Anda nos campeonatos faz alguns anos, e este ano lançou-se, com duas promessas nacionais de Longboard (modalidade de surf com uma prancha maior, com quase 3 metros de comprimento), João Dantas (Bicampeão nacional 2015 e 2016) e João Gama, que durante o ano competitivo se “juntaram” para surfar juntos, e com isso elevarem o nível entre eles.

fp. Quem é Diogo Gonçalves?

DG. Sou um amante do mar, do surf e pela vida adoro viajar. Uma família que me apoia e um filho que mais uns anos e vai dar cartas no surf.

fp. Como aparece o surf na tua vida, e há quanto tempo?

DG. O surf aparece na minha vida, pelo meu irmão Bruno “Pai Natal” Gonçalves, que por ser mais velho era e será sempre uma referência para mim.

fp. Como te sentes após mais um título na tua carreira?

DG. Sinto muito feliz por aos 38 anos, ter conseguido pela segunda vez ser campeão nacional ao lado de grandes atletas com menos 20 anos que eu.

fp. O que mudavas no Longboard, se tivesse poder para tal?

Diogo Gonçalves – Caparica Pro 2017 [Foto: WSL/ Poullenot]
DG. Mudava algumas mentalidades e tentava unir as duas correntes que hoje em dia estão a dificultar a evolução. Acho muito importante a competição, tanto como o freesurf e a parte da diversão. Já alguém diria juntos somos mais fortes.

fp. Como tem sido o teu dia-a-dia, a preparar este ano, em termos competitivos, fizeste já uns bons resultados este ano, quer cá quer no estrangeiro, como te preparas fisicamente?

DG. O meu dia-a-dia resume-se muito ao meu trabalho, porque se ele não tinha dinheiro para competir e viajar e assim seguir o meu sonho de atleta. Tento fazer algum complemento de ginásio, para me manter mais activo quando não consigo ir para a água.

fp. Quem te patrocina/apoia?

DG. A nível de apoios tenho as pranchas mágicas da LufiSurf Co e fatos Pro Limit.

fp. Previsões para termos atletas no WSL a competir? Quando e quem?

DG. Penso que estivemos muito perto de alcançar a qualificação, que permite o acesso ao mundial (longboard – WSL). Foi o primeiro ano em que tivemos um projecto,  com o Surfing Clube de Portugal, fomos treinando e ainda existem algumas coisas têm de ser limadas e acertadas para que nada falhe, e que, nós enquanto atletas tenham só de se preocupar com os treinos e o surf. Tanto João Dantas como João Gama e eu temos todas as hipóteses de nos qualificar para o WSL (World Surf League) com muito trabalho e dedicação, chegamos lá com certeza.

fp. Como vês a evolução da modalidade em Portugal?

DG. A evolução da modalidade em Portugal está como os comboios a vapor, muito lenta. Temos que acelerar este processo, para conseguirmos mostrar que também existe mais nesta modalidade a nível mundial.

fp. O que achas do papel dos clubes na preparação de atletas para competirem ao mais alto nível?

DG. Os clubes são uma chave muito importante neste processo. Porque nesta altura todos os atletas que competem ou estuda ou trabalha para poderem seguir com os seus sonhos de competição. Com a ajuda dos clubes, esta tarefa torna-se muito mais simples. No nosso caso, junto com João Dantas e João Gama, tivemos a ajuda do Surfing Clube de Portugal, o qual nos facultou: um personal trainer, um psicólogo, um nutricionista e um osteopata. Toda esta ajuda será importante para um melhor desenvolvimento e evolução de cada atleta.

A evolução da modalidade em Portugal está como os comboios a vapor muito lenta. Temos que acelerar este processo para conseguirmos mostrar que também existe mas nesta modalidade a nível mundial.

fp. Qual a prancha de sonho?

DG. A minha prancha de sonho, é sem dúvida uma que sirva para surfar todo o tipo de mar tanto grande como
pequeno.

Hang Ten [Foto: Joel Reis]

fp. Que tipo ondas é a ideal para um longboard bonito e perfeito?

DG. Ondas corridas com um metro a metro e meio e de preferência só de calções.

Diogo Gonçalves [Foto: WSL]

fp. Este título de Campeão Nacional vai alterar de alguma forma o teu dia-a-dia normal?

DG. Não irá alterar nada no meu dia-a-dia, só uma grande felicidade que tento ter comigo diariamente na minha vida.

Resultado de imagem para Instagram logo diogop.goncalves

 

 

Resultado de imagem para facebook logo png transparent background Diogo Gonçalves


3 comments

  • Nokas

    Setembro 28, 2017 at 9:23 pm

    Parabéns, tens de passar por cá para te dar um abracinho!!!

    Reply

  • Joel Reis

    Setembro 28, 2017 at 7:40 pm

    Parabéns ao Diogo! E tb ao Palex pela boa entrevista!

    Reply

  • Dantas

    Setembro 28, 2017 at 5:01 pm

    Assim mesmo

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter