14 Dez, 2017

Free Ball. “O Luís e o Tiago são atletas de elite nacional”

Xavier OliveiraAbril 26, 20179min2

Free Ball. “O Luís e o Tiago são atletas de elite nacional”

Xavier OliveiraAbril 26, 20179min2

Free Ball – Academia de Snooker, um excelente espaço ligado ao snooker na zona do Porto. Este local destaca-se pela elevada qualidade que apresenta, com três mesas de snooker de excelência, torna-se assim bastante diferenciador daquilo que demais existia na região. O Fair Play esteve à conversa com Ricardo Couto, um dos fundadores e também gerente da Free Ball.

fpA zona do Porto e arredores tem um historial forte ao nível do bilhar. Foi por isso que decidiram abrir este espaço? Sentia que era necessário algo deste género que ligasse ainda mais esta região ao bilhar e especialmente ao snooker?

FB. Acima de tudo este espaço surgiu da paixão que eu (Ricardo Couto) e o meu pai (António Couto) sentimos pelo snooker. Queríamos criar um espaço exclusivamente dedicado ao snooker, que proporcionasse condições de nível profissional a atletas de todos os níveis e idades. Deixa-nos muito felizes poder contribuir para tal, aumentando a ligação da região ao snooker e por termos tido a oportunidade de aqui construir a maior academia de snooker do país.

fpA afluência à Free Ball tem estado dentro das expectativas? Como tem sido a afluência desde a abertura do espaço?

FB. Até agora tem cumprido com as expectativas. O snooker é um desporto em desenvolvimento em Portugal, pelo que ainda há muito pouco conhecimento da modalidade. Por isso, o primeiro passo está a ser dado no sentido de sermos mais um meio de divulgação deste desporto, incentivando as pessoas que não o conhecem a experimentar.

fpQual é a sua opinião em relação ao crescimento do bilhar/pool e do snooker em Portugal nos últimos anos? A presença do Diogo Badalo e do Tiago Teixeira no Europeu de snooker de 2016 nos escalões mais jovens podem ser um bom prenúncio para ter um português no circuito profissional a médio/longo prazo?

FB. Sem dúvida que é muito positivo termos jovens atletas a competir a um nível bastante elevado. É um bom começo, que deve ser acompanhado de um apoio constante a estes e outros atletas, quer a nível de condições de treino, que ao nível de competição e formação. O talento de ambos é evidente e por isso merecem o apoio de todas as entidades ligadas ao snooker.

Perspetiva geral da Free Ball (Fonte: Ricardo Couto)

fpO que o levou a si a apaixonar-se por uma modalidade como o snooker, visto que só de alguns anos a esta parte se tem verificado um crescimento significativo em Portugal?

FB. O meu pai jogava frequentemente pool, e eu comecei a jogar com ele. Já tínhamos um gosto enorme pelo pool quando vimos pela primeira vez snooker na televisão, há cerca de 10 anos atrás, e foi quando o “bichinho” despertou. A partir daí, sempre que podíamos jogávamos snooker, por ser para nós um desporto mais difícil, tático e interessante. O snooker tem ainda a aliciante de ser um desporto jogado num ambiente de extremo cavalheirismo, desportivismo e fair play, o que nos atraiu ainda mais para esta modalidade.

fpO snooker como inúmeras modalidades em Portugal não tem a mesma expressão que o futebol. Tendo em conta este facto, o que pensa que poderia ser feito para alterar o rumo dos acontecimentos? E inclusive para tornar finalmente a modalidade uma disciplina olímpica?

FB. Na minha opinião, se temos atletas de elite em modalidades como o hóquei em patins, triplo salto, judo, todos desportos com uma expressão menor do que o futebol, porque não o podemos conseguir no snooker? Quem sabe se um dia não teremos um Campeão Europeu de Snooker, e esse será o incentivo que o snooker necessita? São desafios que todas as entidades ligadas ao snooker têm que unir esforços para os superar, apoiando-se mutuamente, e apoiando todos os espaços e atividades que promovam a modalidade.

fpComo apaixonado do snooker que é, o que tem a dizer às pessoas que acham a modalidade algo parada e desinteressante? O que lhes diria para as convencer a acompanhar a modalidade com regularidade?

FB. Dir-lhes-ia para experimentar! Aqui na Free Ball organizamos regularmente Workshops de Iniciação ao snooker, onde damos a conhecer este desporto a pessoas que nunca tiveram contato com ele. O feedback que temos tido é muito positivo, por isso acreditamos que esta é a melhor maneira de despertar o “bichinho” no público que desconhece a modalidade.

fpO vosso atleta Luís Alves já teve oportunidade de jogar o Lisbon Open em 2014 e inclusive defrontar um jogador irlandês que agora é profissional, Josh Boileau, que recordações guarda ele desse encontro e torneio?

FB. Segundo o próprio: “A participação no Lisbon Open acabou por ser uma grande oportunidade para defrontar um excelente jogador, que acabaria no ano seguinte por se tornar profissional. O objetivo nunca foi ganhar esse jogo, dado que claramente o adversário era de um nível bem superior, mas sim aproveitar ao máximo para aprender e vivenciar um verdadeiro ambiente de snooker. Aconselho a todos a participação nesse tipo de eventos, pois só competindo com os melhores é que se evolui.”

fpQuais são as reais expectativas depositadas para a fase final do campeonato nacional, nos atletas que praticam regularmente na Free Ball, o Luís Alves, como atleta da casa e o Tiago Teixeira, como atleta do FC Porto?

FB. Tanto o Luís como o Tiago tiveram prestações muito consistentes durante a 1ª fase do circuito. São atletas de elite a nível nacional, e por isso muito nos orgulha que façam parte da família Free Ball. Há atletas muito fortes nas outras regiões, mas acredito que se mantiverem o nível de jogo que têm vindo a demonstrar, tanto um como outro têm condições para chegar à final. Quem sabe até um deles ser campeão nacional! Deixou-nos também bastante orgulhosos que a nossa equipa, da qual faz parte o Luís e o Humberto Barbosa, se apurou invicta para a fase final, pelo que temos também grandes esperanças para esta prova.

Humberto Barbosa (esquerda) e Luís Alves (direita), ambos jogadores da Free Ball (Fonte: Ricardo Couto)

fpAo nível do circuito profissional esta época está mesmo a terminar, quem na sua opinião esteve em melhor forma esta época? Por outro lado, quem foram as maiores desilusões?

FB. Para mim, o jogador em melhor forma é Mark Selby. Não podemos ignorar o facto de se encontrar desde Fevereiro de 2015 como nº 1 do mundo, e gostamos particularmente da sua postura no snooker. Por outro lado, Ricky Walden começou o ano no top-10, mas não tem conseguido obter resultados ao nível do ano passado.

fpO mundial está a decorrer, e como todos os amantes do snooker, tem de certeza um favorito à vitória. Quem para si e depois de vários jogos já disputados, quem está em melhores condições para erguer o troféu no final?

FB. O último jogo do “Rocket” contra Shaun Murphy convenceu-me. Espero que volte a ser o ano do Ronnie e que ele possa ser o vencedor deste mundial.

fpFaça um apelo para as pessoas se deslocarem à Free Ball, e assim poderem perceber toda o esplendor que existe no snooker e ficarem a conhecer as magníficas instalações deste espaço.

FB. Fazemos tudo para que a Free Ball seja um espaço de eleição para praticantes de todos os níveis e idades. Desde os curiosos que estão a dar os seus primeiros passos no snooker, aos melhores jogadores do país, queremos que todos se sintam bem-vindos e desfrutem de equipamento de qualidade profissional. Visitem a nossa página de facebook, o nosso website, vejam fotos do espaço e contactem-nos. Os apaixonados pelo snooker vão aqui encontrar uma segunda casa!

O Fair Play agradece ao Ricardo Couto, pela disponibilidade e simpatia demonstrada em todo o processo de pré e pós entrevista. Desejando as maiores felicidades e o maior sucesso também à Free Ball e a todos os atletas e praticantes do clube.


2 comments

  • António Couto

    Agosto 7, 2017 at 9:43 pm

    Bom dia à equipa Fair Play,
    Começo por fazer a minha declaração de interesses, sou o pai do Ricardo Couto e fundador da Free Ball Academia de Snooker.
    Não posso deixar de elogiar e agradecer a excelente entrevista que fizeram ao Ricardo sobre a nossa Academia de Snooker Free Ball.
    Desejo que o vosso exemplo como motivadores e divulgadores deste fantástico desporto que é o Snooker seja seguido por pessoas e entidades que têm como objectivo promove-lo e divulgá-lo.
    Obrigado e abraço,
    António Couto

    Reply

    • Xavier Oliveira

      Agosto 8, 2017 at 11:46 am

      Boa tarde António,

      Fui eu o autor da referida entrevista e por isso só tenho de agradecer em meu nome pessoal, e em nome de toda a equipa do Fair Play, a disponibilidade demonstrada. São pessoas como o senhor António e outros amantes da modalidade que nos permitem fazer crescer o snooker em Portugal.

      Obrigado e abraço,

      Xavier Oliveira

      Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter